Juventude, Grupos e Participação Social

Rute Baquero, Lúcio Jorge Hammes

Resumo


A construção da cidadania juvenil é tema estratégico nas sociedades latino-americanas de nosso tempo, face à explosão demográfica global da juventude. Os jovens são, hoje, cerca de 2 bilhões, a maioria deles da Ásia e da América Latina. Por outro
lado, Sandoval (2002) identifica mudanças na cultura contemporânea, que estaria passando de um modelo cultural baseado na razão social a outro, fundado na auto-realização autônoma. No que pese, no entanto, essa orientação social individualista, postula-se que os grupos juvenis de convivência podem ser espaços alternativos de resistência por uma sociedade solidária. Face ao exposto, o trabalho problematiza o grupo como espaço de formação dos jovens, identificando aprendizados de convivência nele construídos e seus efeitos para a constituição de capital social, enquanto instrumento de mediação para a participação juvenil.

Palavras-chave


Juventude, grupos, participação social

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5935/rcsp.v5i8.1428

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais