COMMONS E VEBLEN: DA EXISTÊNCIA DE UMA UNIDADE CONCEITUAL NO ÂMBITO DO INSTITUCIONALISMO AMERICANO

Carolina Miranda Cavalcante

Resumo

Esse artigo tem por objeto o institucionalismo americano, que ocupou um lugar de destaque na Academia norte-americana no período compreendido entre as duas grandes guerras mundiais. O objetivo desse trabalho é a análise das propostas institucionalistas de John Commons e de Thorstein Veblen, no intuito de se compreender em que medida é possível verificar uma convergência conceitual e de propósitos entre esses autores, que são considerados como dois dos fundadores do institucionalismo americano. Ao lado de Walton Hamilton, que teria cunhado o termo “economia institucional” em 1919, encontramos na origem do institucionalismo americano o trabalho seminal de Thorstein Veblen, que teria influenciado o pensamento de Wesley Mitchell e de John Commons, dentre outros. Nesse artigo analisaremos a natureza da crítica de Commons e Veblen à economia ortodoxa da época, bem como a concepção de instituição dos autores. Intencionamos, deste modo, identificar os pontos de convergência e de divergência entre as propostas institucionalistas de Commons e de Veblen.

Palavras-chave

John Commons, Thorstein Veblen, Institucionalismo Americano

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.