Afrodite como a mãe da percepção estética

Mirna Xavier Gonçalves, Nádia da Cruz Senna

Resumo

A presença da figura de Afrodite na história da arte é inegável, tanto como imagem quanto como conceito, mas pouco se fala sobre suas facetas e títulos (epítetos) em relação à arte, o que amplia o âmbito desta deusa – comumente associada à beleza – para a idealização, o senso de comunidade, a persuasão, o desejo, entre outros. Atravessando artistas e teóricos que impulsionam estas qualidades estão nomes como Lygia Clark e Hélio Oiticica, tanto em suas poéticas, quanto em relações de filosofia, guiadas aqui pelas palavras de pensadoras como Marly Meira e Marilena Chauí, observando também suas relações com o mundo. Este artigo, portanto, abarca alguns destes domínios associados à esta deidade grega e suas relações com arte contemporânea, filosofia, teoria das imagens e com o cotidiano; bem como situar o papel da mitologia, das obras de arte e dos artistas como potentes difusores de experiência numa sociedade pós-moderna anestesiada pela rotina, visando instigar um olhar poético sobre a vida contemporânea e suavizar a dureza do pensamento no capitalismo tardio e reavendo a figura de Afrodite como a mãe da percepção e sensibilidade estéticas, observando algumas de suas reverberações no campo da arte contemporânea, propondo uma nova perspectiva tanto sobre a deusa quanto suas ramificações no século XXI. 

Palavras-chave

Mitologia; arte contemporânea; Vênus; cotidiano.

Texto completo:

PDF

Referências

BASBAUM, Ricardo (org.) (2001). Arte contemporânea brasileira: texturas, dicções, ficções. Rio de Janeiro: Rios Ambiciosos,

CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. São Paulo. Editora Ática. 2000. P 382

MEIRA, Marly Ribeiro (2001). Educação Estética, Arte e Cultura do Cotidiano. In: PILLAR, Analice Dutra (Org). A educação do olhar no ensino das artes. 2.ed. Porto Alegre: Mediação, p.119-140.

MITCHELL, W. J. T. (2017). O que as imagens realmente querem?. In: ALLOA, Emmanuel (Org.). Pensar a Imagem. 1ª Edição. Belo Horizonte. Editora Autêntica.

RAGUSA, Giuliana (2005). Fragmentos de uma deusa: A representação de Afrodite na lírica de Safo. 1ª edição. Campinas. Editora Unicamp. 2005.

SILVA, Ursula Rosa da. Ensinar, pesquisar e criar: a curiosidade e a importância da pergunta no ensino. Revista da Fundarte. Montenegro - Ano XI, número 21, janeiro/junho. 2011.

THEOI – Aphrodite. Disponível em: http://www.theoi.com/Olympios/Aphrodite.html.