REPRESENTAÇÕES SOBRE ENVELHECIMENTO E CONSUMO NA TELA DO CINEMA

Iara Oliveira Gomes, Teresa Kazuko Teruya

Resumo

O presente artigo trata das representações do idoso nas narrativas fílmicas, especialmente, a concepção de idoso, o processo de envelhecimento e o consumo. Para tanto, selecionamos dois filmes: Alguém tem que ceder e Antes de partir, com o objetivo de desconstruir suas narrativas e repensar as possibilidades de ser idoso/a.. A visão mercadológica sugerida pela mídia alimenta o consumismo com narrativas únicas e redimensiona o processo de inclusão e/ou exclusão do/a idoso/a definido por um padrão de enquadramento. A desconstrução da narrativa fílmica amplia as possibilidades de educar o nosso olhar para resistir à narrativa hegemônica que se projeta como fonte de verdade na tela do cinema, na perspectiva dos Estudos Culturais. As discussões sobre o envelhecimento contribuem para a elaboração de uma pedagogia crítica na educação do idoso que retorna aos bancos escolares e oferecem subsídios teóricos e metodológicos para a formação de professores que atuam no processo de ensino e aprendizagem da terceira idade.

Palavras-chave

Formação de professores; mídia na educação; processo de envelhecimento; narrativa fílmica; representação

Texto completo:

PDF