MANIFESTAÇÃO E CONTROLE DO ETILENO EM DIFERENTES CONDIÇÕES DE ARMAZENAMENTO DO ABACAXI ‘’PÉROLA’’

Autores

  • Alex Guimarães Sanches
  • Maryelle Barros da Silva
  • Elaine Gleice Silva Moreira
  • Jaqueline Macedo Costa
  • Fernando Maia Tripoloni

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v5i2.15379

Resumo


O etileno induz uma série de reações que levam ao amadurecimento e consequentemente a perda de qualidade dos produtos hortifrutícolas. Diante disso o presente trabalho tem por objetivo avaliar diferentes condições de armazenamento associado a radiação gama no controle da maturação do abacaxi “Pérola’’. Os frutos foram acondicionados por 20 dias em temperatura ambiente e em refrigeração a 10°C sob influência ou não da radiação gama a 3,0KGy. A cada quatro dias estes foram avaliados quanto a taxa respiratória, produção de etileno, acidez titulável, firmeza do fruto, coloração da casca, teor de ácido ascórbico e sólidos solúveis. Houve interação significativa a nível de 5% para todas as variáveis analisadas entre as condições de armazenamento associado ou não a radiação gama. A refrigeração manteve a qualidade dos frutos por maior período. A radiação foi eficiente em inibir a maturação dos frutos independente da temperatura. O efeito combinado da refrigeração e radiação gama inibiu a produção de etileno e manteve baixa a taxa respiratória dos frutos contribuindo ainda na maior firmeza e manutenção dos conteúdos de sólidos solúveis, coloração da casca, acidez titulável e ácido ascórbico durante o tempo de armazenamento.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

SANCHES, A. G.; BARROS DA SILVA, M.; SILVA MOREIRA, E. G.; MACEDO COSTA, J.; MAIA TRIPOLONI, F. MANIFESTAÇÃO E CONTROLE DO ETILENO EM DIFERENTES CONDIÇÕES DE ARMAZENAMENTO DO ABACAXI ‘’PÉROLA’’. Acta Iguazu, [S. l.], v. 5, n. 2, 2000. DOI: 10.48075/actaiguaz.v5i2.15379. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/15379. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS