Pós-colheita de hastes foliares de Murraya paniculata em diferentes períodos de pré-resfriamento e soluções conservantes

Autores

  • Janine Farias Menegaes
  • Andressa Pozzatti Zago
  • Rogério Antonio Bellé
  • Felipe de Lima Franzen
  • Fernanda Alice Antonello Londero Backes

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v7i2.15934

Palavras-chave:

durabilidade, qualidade de hastes, conservação.

Resumo


A floricultura abrange uma grande diversidade de produtos comerciais, utilizando a combinação estética de flores e folhagens cortadas para a confecção de arranjos e buquês. Entre as folhagens de corte a murta-de-cheiro (Murraya paniculata L. Jack) destaca-se devido à durabilidade e a exuberância de suas folhas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade e a durabilidade das hastes foliares de Murraya paniculata em pós-colheita submetidas em diferentes períodos de pré-resfriamento e soluções conservantes. O experimento foi realizado, no período de abril a maio de 2014, no Setor de Floricultura da UFSM. Em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4x3 (quatro períodos de pré-resfriamento: zero, 48h, 96h e 144h e, três soluções conservantes: água destilada, água destilada + 2% sacarose e água destilada + 2% hipoclorito de sódio), com quatro repetições, cada unidade experimental foi constituída de três hastes. Realizou-se o pré-tratamento de resfriamento para estabilização da temperatura, submetendo todas as hastes a 15ºC pelo período de 3 horas. Após, as mesmas foram dispostas em recipientes próprios contendo 300 mL das soluções conservantes. Para obtenção do grau de desidratação até a estabilização da massa, as hastes foram pesadas nos dias 1, 7, 9 e 13. Para notas de qualidade das hastes em solução conservantes adotou-se a escala de notas. Conclui-se que o pré-resfriamento inicial resultou positivamente na durabilidade da conservação de pós-colheita das hastes de M. paniculata nas três soluções conservantes. E, a exposição ao frio possibilitou o prolongamento da durabilidade destas hastes preservando as suas qualidades ornamentais e comerciais. 

Downloads

Publicado

12-06-2018

Como Citar

MENEGAES, J. F.; ZAGO, A. P.; BELLÉ, R. A.; FRANZEN, F. de L.; BACKES, F. A. . A. L. Pós-colheita de hastes foliares de Murraya paniculata em diferentes períodos de pré-resfriamento e soluções conservantes. Acta Iguazu, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 50–60, 2018. DOI: 10.48075/actaiguaz.v7i2.15934. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/15934. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS