Parâmetros morfológicos e fisiológicos de Brachiaria brizantha submetida ao déficit hídrico

Autores

  • Johny de Souza SIlva UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ
  • Leandro Alves Pinto UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI
  • Matheus Gonçalves de Freitas UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI
  • Antonio Jorge Soares Feitosa UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI
  • Cicero Lucas da Silva UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI
  • Juan Carlos Alvarez-Pizarro UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v7i5.17471

Palavras-chave:

Agronomia

Resumo


O Nordeste brasileiro, em sua maior parte pertencente ao clima semiárido, região em que a maioria da população sobrevive da agricultura. No entanto, o déficit hídrico é um dos fatores limitantes da produtividade do setor agrícola em regiões como essa. Entre as plantas cultivadas podem-se citar as gramíneas do gênero Brachiaria, uma das forrageiras mais produzidas e cultivadas no país, podendo ser utilizada na alimentação de bovinos, equinos e caprinos. O objetivo deste trabalho foi avaliar as respostas morfológicas e fisiológicas da Brachiaria brizantha submetida ao estresse hídrico. Avaliou-se o conteúdo relativo de água (CRA), danos de membrana, crescimento da parte aérea e raiz. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado em esquema fatorial 2 x 4, com 2 irrigações (80 e 40% da capacidade de campo) e 4 épocas de coletas (0, 3, 8 e 15 dias), com 5 repetições, totalizando 40 parcelas experimentais. De acordo com os dados obtidos, a imposição de uma capacidade de campo de 40% não foi suficiente para causar danos severos às plantas de Brachiaria brizantha. Para o crescimento, vazamento de eletrólitos e CRA, as plantas não foram afetadas em comparação ao controle, no entanto, um maior período de exposição proporcionou diferenças estatísticas no crescimento e vazamento de eletrólitos. Portanto, com os parâmetros avaliados verificou-se que as respostas morfológicas foram semelhantes entre os tratamentos, já os parâmetros fisiológicos demonstram que as plantas sob estresse mantêm a integridade de suas membranas em resposta ao déficit hídrico.

Downloads

Publicado

05-02-2019

Como Citar

SILVA, J. de S.; PINTO, L. A.; DE FREITAS, M. G.; SOARES FEITOSA, A. J.; DA SILVA, C. L.; ALVAREZ-PIZARRO, J. C. Parâmetros morfológicos e fisiológicos de Brachiaria brizantha submetida ao déficit hídrico. Acta Iguazu, [S. l.], v. 7, n. 5, p. 71–81, 2019. DOI: 10.48075/actaiguaz.v7i5.17471. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/17471. Acesso em: 25 maio. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS