DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA MATÉRIA ORGÂNICA DO SOLO SOB O USO DE DIFERENTES PIVÔS CENTRAIS

Autores

  • Marcio Nikkel
  • Saulo de Oliveira Lima

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v6i3.17867

Resumo


Em regiões com estações secas bem definidas, relevo plano e abundância em água, a irrigação por pivô central é uma opção para cultivar frutas, grãos e cereais. Com tecnificação e planejamento é possível realizar até três safras anuais. Contudo, a intensa utilização e mecanização do solo, podem provocar danos ao mesmo, como perdas de matéria orgânica (MO). Neste sentido, a avaliação espacial da distribuição da matéria orgânica do solo, sob diferentes sistemas de pivô central, é importante. A estatística espacial, conhecida por geoestatística, é parte da estatística que quantifica as variáveis regionalizadas e tem sido utilizada em pesquisas com atributos de solo. O objetivo deste trabalho foi comparar a variabilidade espacial da matéria orgânica do solo em dois pivôs centrais. Os dados foram coletados em março e outubro de 2014 após a colheita de soja e feijão, respectivamente. Uma malha amostral regular foi elaborada e georeferenciada em ambos os pivôs. Em cada ponto amostral foi coletado solo para análise da MO. Observou-se que o solo sob o pivô 126 ha (I) apresentou maior teor de MO, contudo, o solo sob o pivô 80 ha (II) apresentou acréscimo significativo de MO após 2 safras sucessivas.

Downloads

Publicado

30-09-2017

Como Citar

NIKKEL, M.; DE OLIVEIRA LIMA, S. DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA MATÉRIA ORGÂNICA DO SOLO SOB O USO DE DIFERENTES PIVÔS CENTRAIS. Acta Iguazu, [S. l.], v. 6, n. 3, p. 56–64, 2017. DOI: 10.48075/actaiguaz.v6i3.17867. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/17867. Acesso em: 29 jun. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS