Potencial dos subprodutos vinícolas da região sul do Brasil para a geração de biogás e energia elétrica

Autores

  • Geovanny Broetto Besinella
  • Camilo Bastos Ribeiro
  • Matheus Vitor Diniz Gueri
  • Willliam Gouvêa Buratto
  • Venicio Steffler
  • Maria Luiza Veroneze

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v6i5.18533

Resumo


No Brasil, a região sul é responsável por grande parcela da produção de uvas e vinhos. No entanto a geração de resíduos é iminente a atividade de industrialização da uva. Uma maneira de possibilitar tratamento e ainda prover geração de energia é a digestão anaeróbia. Esses subprotudos podem ser aproveitados para a produção de biogás, que é resultante da fermentação anaeróbia possuindo uma composição majoritariamente de metano e dióxido de carbono. Dentre as várias aplicações do biogás na área energética, uma que se destaca é sua utilização para geração de energia elétrica, por meio de combustão controlada em sistemas de cogeração. Neste contexto, este trabalho quantificou-se o plantel de produção destas atividades, os resíduos gerados pela atividade vinicola, e sua capacidade de geração de biogás na região sul, visando à geração de energia elétrica.

Downloads

Publicado

18-12-2017

Como Citar

BROETTO BESINELLA, G.; BASTOS RIBEIRO, C.; DINIZ GUERI, M. V.; GOUVÊA BURATTO, W.; STEFFLER, V.; LUIZA VERONEZE, M. Potencial dos subprodutos vinícolas da região sul do Brasil para a geração de biogás e energia elétrica. Acta Iguazu, [S. l.], v. 6, n. 5, p. 253–261, 2017. DOI: 10.48075/actaiguaz.v6i5.18533. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/18533. Acesso em: 7 ago. 2022.