Análise dos aspectos físico químicos de uma estação de tratamento de dejetos suínos em uma propriedade rural localizada no oeste paranaense

Autores

  • Maria Luiza Veroneze
  • Luciana Alves Fogaça
  • Karlize Fernanda Domukosk
  • Bárbara Bulhões
  • Geovanny Broetto Besinella

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v6i5.18538

Resumo


A suinocultura é uma atividade do agronegócio que impacta severamente o ambiente. O correto manejo e tratamento dos dejetos suínos deve ser considerado como parte do processo produtivo. O presente trabalho mostra um panorama de avalição de um sistema de tratamento de dejetos suínos, medindo a eficiência de um biodigestor por meio de análises físico-químicas do dejeto de suínos em uma propriedade de Toledo-PR. Realizou-se o monitoramento mensal, e os parâmetros analisados foram: pH, temperatura, turbidez, DQO e concentração de fósforo. Ao analisar os parâmetros físico-químicos estatisticamente, verifica-se que os mesmos não obtiveram interação entre os fatores. Para o fator local de coleta verifica-se que houve diminuição nos valores obtidos da caixa de entrada em relação à caixa de saída para DQO (de 0,2142 para 0,035 mg.L-1) e pH (de 7,98 para 7,28) e aumento na concentração de fósforo (de 0,85 para 1,00 mg.L-1). Para as épocas de coleta, verifica-se que o parâmetro turbidez reduziu de 678 NTU para 317 NTU no mês de janeiro, enquanto a temperatura elevou de 26ºC para 28°C nesse mesmo período. O pH manteve-se em 7,7 até o mês de novembro, elevando-se para 8,0 no mês de dezembro. A concentração de fósforo de 0,50 mg.L-1 valor esse obtido no mês de outubro se estabilizou em 1,0 mg.L-1. Dessa forma, conclui-se que o biodigestor promove a diminuição, porém, a redução não alcança os índices exigidos pela legislação (CONAMA 357/2005), o que torna necessário o pós-tratamento para a destinação final do efluente líquido. Sendo assim, este estudo pode auxiliar e servir de base para pesquisas referentes à eficiência de biodigestores, contribuindo com a maximização da qualidade ambiental e sanitária das propriedades rurais.

Downloads

Publicado

18-12-2017

Como Citar

VERONEZE, M. L.; ALVES FOGAÇA, L.; FERNANDA DOMUKOSK, K.; BULHÕES, B.; BROETTO BESINELLA, G. Análise dos aspectos físico químicos de uma estação de tratamento de dejetos suínos em uma propriedade rural localizada no oeste paranaense. Acta Iguazu, [S. l.], v. 6, n. 5, p. 299–307, 2017. DOI: 10.48075/actaiguaz.v6i5.18538. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/18538. Acesso em: 7 ago. 2022.