Projeto e Dimensionamento de um Sistema Fotovoltaico Conectado à Rede: Estudo de Caso Empresa de Fertilizantes

Autores

  • Giovane Ronei Sylvestrin Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)
  • Oswaldo Hideo Ando Junior Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)
  • Jorge Javier Gimenez Ledesma Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v7i4.18754

Palavras-chave:

Compensação de energia, geração distribuída, energia renovável

Resumo


Visando suprir parte da demanda elétrica de uma empresa de fertilizantes localizada em Foz do Iguaçu – PR, dimensionou-se um sistema fotovoltaico conectado à rede. Analisou-se a viabilidade técnica e econômica da implementação de geração distribuída, cuja economia estaria vinculada ao sistema de compensação disposto pela Resolução Normativa da ANEEL n° 482/2012. Considerando o aproveitamento da área de telhados orientados ao norte, comparou-se dois arranjos fotovoltaicos, cada um empregando um dos módulos fotovoltaicos pré-selecionados da marca Canadian, policristalinos, CS6P-270P, e CS6X-320P. O inversor selecionado para ambos os arranjos foi da PHB Solar, PHB20K-DT, com potência nominal de 20kW. Para realizar a estimativa de geração de energia utilizou-se de uma ferramenta computacional. A análise de viabilidade econômica foi realizada para três cenários, obtidos pela relação entre a tarifa de energia elétrica e a inflação ao longo dos últimos 20 anos: (i) ajuste da tarifa elétrica superior a taxa de inflação (10,67% a.a), (ii) ajuste tarifário abaixo da inflação (4,50% a.a) e (iii) ajuste proporcional à inflação (6,71% a.a). Através da análise técnica e financeira selecionou-se o sistema composto por 816 módulos Canadian CS6X-320P, com geração de energia estimada para o primeiro ano de operação de 356,68MWh, suprindo cerca 71% da demanda de energia elétrica da empresa de fertilizantes, e proporcionando uma economia anual média de R$ 147.309,90. O custo total de implantação foi estimado em R$ 1.605.608,65 com tempo de retorno de 13,41 anos. O impacto do ICMS sobre o sistema ao longo da vida útil representa 28,7% da potência instalada.

Biografia do Autor

Oswaldo Hideo Ando Junior, Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)

Possui Graduação em Engenharia Elétrica (2006) com Especialização em Gestão Empresarial (2007) pela Universidade Luterana do Brasil - ULBRA com Mestrado em Engenharia Elétrica (2009) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS e Doutorado em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (2014) . Atualmente é Professor do Curso de Engenharia de Energias Renováveis da Universidade Federal da Integração Latino-Americana - UNILA e atua como Consultor ad hoc da FAPESC e de Periódicos. Tem experiência na área de Engenharia Elétrica e Engenharia de Energias atuando principalmente nos seguintes temas: Conversão de Energia, Qualidade da Energia Elétrica, Sistemas Elétricos de Potência, Captação de Energias Residuais e Eficiência Energética.

Downloads

Publicado

01-02-2019

Como Citar

SYLVESTRIN, G. R.; ANDO JUNIOR, O. H.; LEDESMA, J. J. G. Projeto e Dimensionamento de um Sistema Fotovoltaico Conectado à Rede: Estudo de Caso Empresa de Fertilizantes. Acta Iguazu, [S. l.], v. 7, n. 4, p. 94–127, 2019. DOI: 10.48075/actaiguaz.v7i4.18754. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/18754. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS