Identificação de variedades locais de feijão-de-corda resistentes ao pulgão-preto por diferentes análises estatística

Autores

  • Daniel Rodrigues Nere Programa de Pós-graduação em Agronomia/Fitotecnia (PPGAF), Universidade Federal do Ceará
  • Leandro Carvalho da Silva Programa de Pós-graduação em Agronomia (PPGAGRO), Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Antonia Débora Camila de Lima Ferreira Programa de Pós-graduação em Agronomia (PPGA), Universidade Federal da Paraíba
  • Ervino Bleicher Departamento de Fitotecnia, Universidade Federal do Ceará
  • Cândida Hermínia Campos de Magalhães Bertini Departamento de Fitotecnia, Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v8i2.19414

Palavras-chave:

Análise multivariada, antibiose, Aphis craccivora, cruzamentos, Vigna unguiculata

Resumo


A presente pesquisa teve como objetivo buscar novas fontes de resistência ao pulgão-preto (Aphis craccivora) em variedades locais de feijão-de-corda (Vigna unguiculata) e inferir qual mecanismos de resistência poderiam estar envolvidos nesse processo de defesa da planta, bem como sugerir entre os materiais estudados as melhores combinações de cruzamentos para obtenção de híbridos superiores resistentes utilizando as análises, univariada e multivariada, como métodos estatísticos. O experimento foi realizado no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, Umirim-CE, tendo sido conduzido em telado, com delineamento em blocos ao acaso, com quatro repetições e vinte e quatro tratamentos e adicionados quatro genótipos padrões com resistência conhecida. Para avaliar a resistência dos genótipos, as variáveis utilizadas foram número de adultos vivos e número de ninfas vivas. Os resultados indicaram que a análise multivariada apresenta resultados semelhantes a análise univariada, fornecendo informações complementares sobre os possíveis cruzamentos visando a resistência ao Aphis craccivora, como no caso da utilização dos genótipos Rabo-de-tatu (CCE-115), Corujinha (CCE-055) e Leandro-do-monte (CCE-112) que apresentam resistência por antibiose e poderem ser utilizados como fonte de genes em retrocruzamentos com cultivares que apresentam susceptibilidade ao pulgão-preto e alto potencial genético para outras características agronômicas.

Downloads

Publicado

20-07-2019

Como Citar

NERE, D. R.; SILVA, L. C. da; FERREIRA, A. D. C. de L.; BLEICHER, E.; BERTINI, C. H. C. de M. Identificação de variedades locais de feijão-de-corda resistentes ao pulgão-preto por diferentes análises estatística. Acta Iguazu, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 37–48, 2019. DOI: 10.48075/actaiguaz.v8i2.19414. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/19414. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS