Protocolo para crescimento de isolados bacterianos de nódulos de Acacia mearnsii e eficiência na solubilização de fosfato

Autores

  • Pedro Henrique Riboldi Monteiro Universidade Federal do Paraná
  • Etienne Winagraski
  • Raphael Antoine Anzalone
  • Franquiéle Bonilha da Silva
  • Celso Garcia Auer
  • Antonio Rioyei Higa

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v7i4.19691

Palavras-chave:

Fósforo, meio de cultura, bactéria,

Resumo


Alguns grupos de bactérias rizosféricas apresentam capacidade de realizar a solubilização do fosfato no solo. Entretanto, a pesquisa com bactérias necessita de protocolos para prevenir a presença de fungos contaminantes, durante a fase de avaliação da capacidade de solubilização de fosfato in vitro, afinal o crescimento de fungos pode afetar a eficiência do protocolo adotado. Por esse motivo, o presente trabalho teve como objetivo: 1- estabelecer um protocolo para determinar um meio de cultura e a dosagem de cicloheximida para o crescimento de isolados bacterianos capazes de solubilizar o fosfato e reduzir a contaminação fúngica; e 2 – avaliar a eficiência de diferentes isolados bacterianos na solubilização de fosfato. Foram realizados três ensaios para avaliar a frequência fúngica, grau de contaminação e o índice de solubilização médio (ISM), durante o período de incubação. Os ensaios foram realizados em delineamento de blocos ao acaso. O primeiro em parcelas subdivididas no tempo, com o uso de dez isolados obtidos de nódulos de Acacia mearnsii, submetidos a cinco diferentes dosagens de cicloheximida (0; 25; 50; 75 e 100 mg.L-1). O segundo observando o crescimento dos mesmos isolados em cada meio de cultura e o terceiro para determinar o melhor isolado quanto a solubilização quando comparado aos isolados indicados para a cultura. As avaliações de contaminantes ocorreram diariamente, enquanto que as mensurações do crescimento ocorreram aos 3, 5 e 7 dias de incubação. O cálculo do índice de solubilização médio (ISM) resultou da razão entre o diâmetro do halo e o diâmetro da colônia, os resultados foram submetidos ao teste de Tukey (p < 0,05). As melhores bactérias que promoveram maior solubilização foram CNPF01F, CNPF01G, CNPF10B1. A partir dos resultados, recomenda-se o meio adaptado de Verma et al. (2001) contendo entre 50 e 75mg.L-1 de cicloheximida como protocolo para avaliação de bactérias solubilizadoras de fosfato.

 

Biografia do Autor

Pedro Henrique Riboldi Monteiro, Universidade Federal do Paraná

Graduado em Engenharia Florestal - Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná;

Mestre em Engenharia Florestal - Universidade Federal do Paraná

Doutorando em Engenharia Florestal - Universidade Federal do Paraná

Downloads

Publicado

25-01-2019

Como Citar

MONTEIRO, P. H. R.; WINAGRASKI, E.; ANZALONE, R. A.; BONILHA DA SILVA, F.; GARCIA AUER, C.; RIOYEI HIGA, A. Protocolo para crescimento de isolados bacterianos de nódulos de Acacia mearnsii e eficiência na solubilização de fosfato. Acta Iguazu, [S. l.], v. 7, n. 4, p. 59–70, 2019. DOI: 10.48075/actaiguaz.v7i4.19691. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/19691. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS