Avaliação in vitro da atividade fungitóxica de extratos de plantas contra Diplodia macrospora

Autores

  • Eloisa Lorenzetti Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Juliana Yuriko Habitzreuter Fujimoto Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Vanessa de Oliveira Faria Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Adrieli Luisa Ritt Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Dablieny Hellen Garcia Souza Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Juliano Tartaro Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • José Renato Stangarlin Universidade Estadual do Oeste do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v9i1.22327

Palavras-chave:

Controle alternativo, Crescimento micelial, Mancha foliar de macrospora.

Resumo


O fungo Diplodia macrospora é agente causal de doenças na cultura do milho, sendo responsável por diminuição da produção. Entre inúmeras formas de controle de doenças pode-se citar a utilização de extratos vegetais. Diante disto, o objetivo deste estudo foi verificar a ação do extrato de guaco, orégano, arruda, gengibre, penicilina, pulmonária, alecrim, eucalipto, romã e osmarin, contra D. macrospora. O ensaio foi realizado em delineamento interiramente casualisado sendo utilizado para cada extrato as concentrações 0%, 1%, 2,5%, 5%, 7,5% e 10%. Os extratos foram obtidos pela trituração de parte do vegetal com água sendo o extrato bruto aquoso resultante utilizado na confecção dos meios de cultura. Realizou-se a avaliação do crescimento micelial a cada 24 horas, calculou-se a área abaixo da curva de progresso do crescimento micelial (AACCM) e realizada uma análise de regressão para cada extrato. Os extratos de guaco, orégano, arruda, gengibre, penicilina, pulmonária, alecrim, eucalipto, romã e osmarin, proporcionaram redução de aproximadamente 60, 85, 80, 55, 35, 42, 53, 89, 87 e 23% no crescimento micelial, sendo possível concluir que houve efeito positivo dos extratos contra o fungo D. macrospora.

Downloads

Publicado

31-03-2020

Como Citar

LORENZETTI, E.; HABITZREUTER FUJIMOTO, J. Y.; DE OLIVEIRA FARIA, V.; RITT, A. L.; GARCIA SOUZA, D. H.; TARTARO, J.; STANGARLIN, J. R. Avaliação in vitro da atividade fungitóxica de extratos de plantas contra Diplodia macrospora. Acta Iguazu, [S. l.], v. 9, n. 1, p. 113–122, 2020. DOI: 10.48075/actaiguaz.v9i1.22327. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/22327. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS