Análise do comprometimento organizacional dos Professores de Educação Ambiental da rede municipal de ensino de Marechal Cândido Rondon/PR

Autores

  • Graciele Cristiane Rambo Grenzel
  • Terezinha Corrêa Lindino

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v8i5.23795

Palavras-chave:

Comprometimento Organizacional, Educação Ambiental, Docente.

Resumo


Trabalhado no campo da administração, a análise do comprometimento organizacional visa construir instrumentos que possam contribuir para quantificar o nível de comprometimento dos sujeitos dentro das organizações. Neste sentido, a Educação Ambiental, realizada em espaços formais e informais de ensino, pode ser considerada uma organização na qual, teoricamente, todos trabalham para a mudança racional dos sujeitos envolvidos, no que se refere à forma de ver e se relacionar com o meio ambiente. Nesse sentido, esse artigo teve o objetivo de avaliar os níveis de comprometimento dos professores de Educação Ambiental, na rede municipal de educação de Marechal Cândido Rondon/PR, com base em três componentes estabelecidos no modelo utilizado por Meyer et al. (1997): afetivo, normativo e instrumental. Como metodologia utilizou-se os dados primários coletados por meio de questionário, cuja análise se baseou na abordagem quantitativa. Como resultado estruturante, observou-se que 43% dos docentes que trabalham com disciplina de Educação Ambiental, o fazem por opção. E, como tal, apresentou um alto grau de afetividade relacionado à atividade. Já no quesito normativo, tão-somente 30% sentem necessidade de continuar com a disciplina por questões morais e éticas de fazer a coisa certa e apenas 27% declaram que trabalhar com a Educação Ambiental está atrelado aos custos e benefícios que ela pode proporcionar, mas, diante da possibilidade de perceber alguma vantagem com a sua saída, provavelmente a fará. Desta forma, pode-se concluir, que o comprometimento, por si só, não é o suficiente para garantir o desenvolvimento de práticas pedagógicas ambientais efetivas. Todavia, cabe também ressaltar que sua ausência ou nível baixo de desejo de trabalhar com Educação Ambiental compromete sua aplicação.

Downloads

Publicado

18-12-2019

Como Citar

GRENZEL, G. C. R.; LINDINO, T. C. Análise do comprometimento organizacional dos Professores de Educação Ambiental da rede municipal de ensino de Marechal Cândido Rondon/PR. Acta Iguazu, [S. l.], v. 8, n. 5, p. 87–97, 2019. DOI: 10.48075/actaiguaz.v8i5.23795. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/23795. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS