Nutrientes em sementes de soja em função da aplicação de zinco

Autores

  • Gustavo Soares Wenneck Universidade Estadual de Maringá https://orcid.org/0000-0002-4151-2358
  • Reni Saath Universidade Estadual de Maringá https://orcid.org/0000-0002-6610-2873
  • Camila de Souza Volpato Universidade Estadual de Maringá
  • Larissa Leite de Araújo Universidade Estadual de Maringá
  • Nathália de Oliveira Sá Universidade Estadual de Maringá
  • Danilo Cesar Santi Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v9i3.24282

Palavras-chave:

Fertilização, Glycine max, micronutriente

Resumo


Esse trabalho teve como objetivo analisar o acúmulo de nutrientes em sementes de soja em função da aplicação de zinco (Zn) no solo e foliar. O trabalho foi desenvolvido à campo, no ano agrícola de 2018/2019, em delineamento inteiramente casualizado, com onze tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos consistiram em aplicações de Zn no solo (T1: controle; T2: 8; T3: 16; T4:32; T5:48 e T6: 64 Kg ha-1) e foliar (T7:4; T8:8; T9:12; T10:16 e T11: 24 Kg ha-1) associadas a 4 Kg ha-1 no solo. A aplicação de Zn foi realizada no inicio da formação de vagens (estádio R3), utilizando sulfato de zinco. Foram coletadas sementes, ao fim do ciclo da cultura, e determinado o acúmulo de nutrientes (N, P, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe, Mn, Mo e Zn). Os dados foram analisando utilizando o teste de Scott-Knott (p<0,05) para comparação de médias, os teores entre nutrientes foram correlacionados, e  realizada regressão para  acúmulo de Zn. A aplicação de Zn nas diferentes formas e doses adotadas, influenciaram significativamente no acumulo dos nutrientes analisados, principalmmente no teor de N. O acúmulo de Zn é crescente acompanhando o incremento da quantidade aplicada. Aplicações associadas, solo e foliar, apresentaram maior eficiencia em relação ao acumulo de Zn nas sementes. 

Downloads

Publicado

16-11-2020

Como Citar

WENNECK, G. S.; SAATH, R.; VOLPATO, C. de S.; ARAÚJO, L. L. de; SÁ, N. de O.; SANTI, D. C. Nutrientes em sementes de soja em função da aplicação de zinco. Acta Iguazu, [S. l.], v. 9, n. 3, p. 20–27, 2020. DOI: 10.48075/actaiguaz.v9i3.24282. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/24282. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS