Uso de inoculantes para redução do efeito alelopático da canola sobre a cultura da soja

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v10i1.26162

Palavras-chave:

alelopatia, Brassica napus L., Glycine max

Resumo


A utilização da canola no sistema de rotação de culturas tem trazido vários benefícios, entretanto, o cultivo de soja em sucessão a canola pode apresentar danos na emergência das plantas, devido a liberação de compostos alelopáticos pela brassica. Diante disso, o trabalho tem como objetivo avaliar o uso de diferentes inoculantes na soja como estratégia atenuadora dos efeitos alelopáticos da canola, bem como a resposta produtiva da cultura diante da aplicação desses produtos. O estudo foi conduzido a campo na safra 2018/2019. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com quatro repetições em esquema fatorial 2x5, sendo o fator A constituído pela presença ou ausência de resíduos culturais de canola, enquanto o fator B foi composto pelos seguintes inoculantes: Bradyrhizobium japonicum isolado; Cobalto e Molibdênio isolados; Bradyrhizobium japonicum com Cobalto e Molibdênio; Azospirillum brasilense; e testemunha (sem inoculação). As variáveis avaliadas foram: número de nódulos ativos, clorofila foliar, número de vagens por planta, estatura de planta, número de ramos, número de grãos por vagens, peso de mil grãos e produtividade em kg ha-1. Os resultados indicam que a eficiência da utilização do inoculante a base de Azospirillum sobre a produtividade na cultivar de soja NS 5959 IPRO é prejudicada na presença de resíduos de canola no campo, indicando que existe efeito negativo dos aleloquímicos liberados pela brassica sobre a bactéria diazotrófica. Dentre os inoculantes utilizados na soja, o Bradyrhizobium japonicum associado ao Cobalto e Molibdênio apresentou melhor capacidade de atenuar o efeito alelopático causado pela canola.

Downloads

Publicado

30-03-2021

Como Citar

WERKHAUSEN WITTER, A. P.; NOHATTO, M. A.; FERREIRA DA ROSA, E. de F.; FERNANDES KASEKER, J.; FREGUGLIA BERETA, S. Uso de inoculantes para redução do efeito alelopático da canola sobre a cultura da soja. Acta Iguazu, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 113–121, 2021. DOI: 10.48075/actaiguaz.v10i1.26162. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/26162. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS