PARÂMETROS DA QUALIDADE DA ÁGUA E ASPECTOS AMBIENTAIS DO RIO SARANDI E RIO ANTA GORDA

Autores

  • Marta Juliana Schmatz Menezes
  • Jair Antonio Cruz Siqueira
  • Ana Carla Vieira
  • Kleberson Luiz Menezes
  • Grasielle Adriane Toscan Lorencetti
  • Kharen Mariana Schmatz

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v1i4.7713

Resumo


Através do monitoramento dos recursos hídricos pode-se verificar a sanidade em que os mesmos se encontram. O objetivo desta pesquisa foi estudar a qualidade da água e aspectos ambientais do Rio Sarandi e seu afluente, o Rio Anta Gorda, no trecho das cidades de Ampére, Santa Izabel e Realeza - Paraná, em três estações amostradas no mês de maio de 2011. Foram avaliados 22 parâmetros limnológicos para cada ponto de amostragem, onde os valores encontrados para Demanda Bioquímica por Oxigênio e Coliformes fecais (Escherichia coli) se sobrepuseram aos demais parâmetros analisados. Coliformes fecais foi o parâmetro que melhor indicou alterações na qualidade da água devido a efluentes domésticos lançados no rio. Para o ponto P1 - Rio Sarandi - Nascente, o valor encontrado foi de 1.810 NMP/100mL, P2 - Rio Anta Gorda – Meio, de 1.310 NMP/100mL e P3 - Rio Sarandi – Foz, de 970 NMP/100mL, sendo o permitido até 1000 NMP/100mL pela resolução CONAMA nº 357/2005, para corpos de água da classe II. Medidas de saneamento básico devem ser realizadas, assim como a preservação da mata ciliar no entorno do rio, conforme prediz a legislação do Código Florestal.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

SCHMATZ MENEZES, M. J.; CRUZ SIQUEIRA, J. A.; VIEIRA, A. C.; MENEZES, K. L.; TOSCAN LORENCETTI, G. A.; SCHMATZ, K. M. PARÂMETROS DA QUALIDADE DA ÁGUA E ASPECTOS AMBIENTAIS DO RIO SARANDI E RIO ANTA GORDA. Acta Iguazu, [S. l.], v. 1, n. 4, p. 17–26, 2000. DOI: 10.48075/actaiguaz.v1i4.7713. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/7713. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS