MILHO (ZEA MAYS) UMA CULTURA ENERGÉTICA

Autores

  • Ana Claudia Cabral
  • Akim Vladimir Theodorovitz
  • Samuel Nelson Melegari de Souza
  • Alvaro Mari Junior
  • Caroline Cabral

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v1i4.7748

Resumo


Este trabalho teve por objetivo analisar a geração energética do milho “Zea Mays” também conhecido como Abati, Auati e Avati, possibilitando analisar as recentes produções visando à implantação na agricultura familiar verificando assim a produtividade desta planta. Esta espécie é utilizada como alimento humano ou ração para animal sendo uma das culturas economicamente mais importante no Brasil já que o país é um dos maiores produtores deste grão. O milho devido à facilidade em cultivar pode ser plantado no verão e no outono, e ainda contém uma viabilidade econômica favorável.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

CABRAL, A. C.; THEODOROVITZ, A. V.; MELEGARI DE SOUZA, S. N.; MARI JUNIOR, A.; CABRAL, C. MILHO (ZEA MAYS) UMA CULTURA ENERGÉTICA. Acta Iguazu, [S. l.], v. 1, n. 4, p. 47–54, 2000. DOI: 10.48075/actaiguaz.v1i4.7748. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/7748. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS