A CARACTERIZAÇÃO BIOQUÍMICA DA COMPOSIÇÃO DO CERNE DE JARACATIÁ (JARACATIA SPINOSA)

Autores

  • Leandro Ferreira Ferreira Aguiar
  • Celso Alves Almeida
  • Liliane Santos Camargos

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v1i4.7767

Resumo


Jaracatia spinosa é uma planta nativa do Brasil da família botânica Caricaceae conhecida popularmente como mamoeiro-bravo ou mamãozinho, dentre outros. Tem seu caule muito apreciado pela população sendo ingrediente principal na fabricação de doces. Um indivíduo da espécie foi selecionado ao acaso sem nenhum controle preliminar, na cidade de Três Lagoas-MS-Brasil, tendo uma pequena amostra de seu caule retirada para caracterização bioquímica de sua composição. Com este objetivo, analisou-se o conteúdo de aminoácidos, proteínas, açúcares solúveis totais, açúcares redutores, sacarose, frutose e amido. Desta maneira, estas informações poderão fornecer subsídios para a população a respeito do consumo desta planta que vem sendo há muito tempo utilizada na culinária. Além da importância econômica, na fabricação de doces, é uma planta muito procurada por animais como macacos e aves por conta de seu fruto. Os dados podem subsidiar um eventual interesse de utilização desta planta para outras finalidades como, por exemplo, aplicação na produção de alimentos em propriedades rurais.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

AGUIAR, L. F. F.; ALVES ALMEIDA, C.; SANTOS CAMARGOS, L. A CARACTERIZAÇÃO BIOQUÍMICA DA COMPOSIÇÃO DO CERNE DE JARACATIÁ (JARACATIA SPINOSA). Acta Iguazu, [S. l.], v. 1, n. 4, p. 65–71, 2000. DOI: 10.48075/actaiguaz.v1i4.7767. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/7767. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS