Limitações e formação docente para abordar a temática circense nas aulas de educação física

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36453/2318-5104.2019.v17.n1.p129

Palavras-chave:

Educação continuada, Formação profissional, Educação Física.

Resumo


Introdução: As manifestações circenses nas aulas de educação física são uma necessidade contemporânea. Contudo, algumas limitações são apontadas por professores(as) que atuam na educação básica, evidenciando sua interface com a formação inicial e continuada. Objetivo: Analisar as possíveis limitações docente para o desenvolvimento da tematização das atividades circenses nas aulas de Educação Física do ensino fundamental, bem como evidenciar aspectos associados ao processo de formação. Métodos: Foi realizada uma pesquisa qualitativa entre oito professores(as) atuantes no ensino fundamental em escolas públicas da cidade de Mauá (SP), com caráter descritivo e explicativo, utilizando a técnica de análise de conteúdo. Resultados: Foi verificado que as limitações físicas, materiais e técnicas são apontadas pelos(as) docentes como aspectos determinantes para não abordagem do tema em suas aulas. Demonstram limitações em relação a concepções teóricas evidenciando a necessidade de uma formação mais sólida e contextualizada ainda na formação inicial de professores(as) assim como na formação continuada. Conclusão: Os professores (as) apresentam inúmeras limitações quanto ao trato pedagógico e estas se associam à formação inicial e continuada.

ABSTRACT. Limitations and teacher training to approach the circus theme in physical education classes  Background: Circus manifestations in physical education classes are a contemporary obligation. However, some issues are pointed out by teachers who work with basic education, evidenced by their interface with an initial and continuous educational development. Objective: To analyze the possibilities of teachers for the thematic circus activities in Physical Education classes. Methods: A qualitative research was carried out by eight teachers working in elementary education in public schools in the city of Mauá (São Paulo, Brazil), with descriptive and explanatory approach, using a content analysis technique. Results: It was possible to notice that the physical, material and technical constraints are pointed out by the teachers as determinant aspects for the non-approach of the theme in their classes. They demonstrate limitations in relation to theoretical conceptions, evidencing the need for a more solid and contextualized training in the initial formation of teachers as well as in continuous education. Conclusion: Teachers have many limitations on pedagogical treatment and these are associated with initial and continuous education.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aureliana de Jesus dias Sousa, Faculdade de Mauá (FAMA)

Professora de Educação Física com atuação na Educação Física Esccolar.

Fabiana Ferreira de Moraes, Faculdade de Mauá (FAMA)

Professora de Educação Física com atuação na Educação Física Esccolar.

Daniela Matielo e Carvalho Eda, Univesidade Estadual de Campinas (Unicamp) Faculdade de Mauá (FAMA)

Cursando pós graduação (Stricto senso)  em educação física escolar, UNICAMP, SP.  Possui graduação em Educação Física pela Universidade Bandeirante de São Paulo (2001) e graduação em Licenciatura Plena em Pedagogia - Claretiano Centro Universitário (2006). Atualmente é docente da Faculdade de Ribeirão Pires, docente da Faculdade de Mauá e estatutária - Secretária de Estado da Educação - SP. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Educação Física

Leopoldo Ortega da Silva, Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) Faculdade de Mauá (FAMA)

Doutorando Interdisciplinar em Ciências da Saúde - UNIFESP, SP; Mestre em Ciências do Movimento Humano; Especialista em Natação e Atividades Aquáticas; Licenciatura e Bacharelado em Educação Física.

É professor em cursos de Graduação e Pós Graduação.Tem experiência como professor e gestor. Atua em Educação Física Escolar e em Clubes e Academias com os seguintes temas: Natação, exercícios e esportes aquáticos, educação física escolar, imagem corporal, corpo, corporeidade, aptidão física e gestão de academias. No ensino superior desenvolve trabalho associado ao ensino, pesquisa e extensão.

Referências

BARDIN, L. A. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BORTOLETO, M. A. C. (Org.) Introdução à pedagogia das atividades circenses. V. 2. Jundiaí: Fontoura, 2010.

BORTOLETO, M. A. C. Atividades circenses: notas sobre a pedagogia da educação corporal e estética. Cadernos de Formação RBCE, Porto Alegre, v. 2, n. 2, p. 43-55, 2011.

BORTOLETO, M. A. C.; PINHEIRO, P. H. G. G.; PRODOCIMO, E. Jogando com o circo. Jundiaí: Editora Fontoura, 2011.

BOSCATTO, J. D.; DARIDO, S. C. Currículo e educação física escolar: análise do estado da arte em periódicos nacionais. Journal of Physical Education, Maringá, v. 28, n. 2855, p. 1-12, 2017.

CARAMÊS, A. S.; KRUG, H. N.; TELLES, C.; SILVA, D. O. Atividades circenses no âmbito escolar enquanto manifestação de ludicidade e lazer. Motrivivência, Florianópolis, v. 24, n. 39, p. 177-85, 2012.

CARAMÊS, A. S.; KRUG, H. N.; TELLES, C.; SILVA, D. O. Professores na corda bamba: as atividades circences na formação inicial como conteúdo da educação física. Revista Eletrônica Pesquiseduca, Santos, v. 10, n. 21, p. 397-419, 2018.

CARDANI, L. T.; ONTAÑÓN, T. B.; SANTOS, G. R.; BORTOLETO, M. A. C. Atividades circenses na escola: a prática dos professores da rede municipal de Campinas - SP. Revista Brasileira de Ciencia e Movimento, Brasília, v. 25, n. 4, p. 128-40, 2017.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino de educação física. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2016.

CUNHA, M. C. (Org.). Gestão educacional nos municípios: entraves e perspectivas. Salvador: Edufba, 2009.

CYRIACO, A. F. F.; NUNN, D.; AMORIM, R. F. B.; FALCÃO, D. P.; MORENO, H. Pesquisa qualitativa: conceitos importantes e breve revisão de sua aplicação à geriatria/gerontologia. Geriatrics, Gerontology and Aging, Rio de Janeiro, v. 11, n. 1, p. 4-9, 2017.

DAMAZIO, M.; SILVA, M. F. O ensino da educação física e o espaço físico em questão. Pensar a Prática, Goiânia, v. 11, n. 2, p. 189-96, 2008.

DUPRAT, R. M.; BORTOLETO, M. A. C. Educação física escolar: pedagogia e didática das atividades circenses. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Curitiba, v. 28, n. 2, p. 171-89, 2007.

ETO, J.; NEIRA, M. Em defesa de uma teoria pós-crítica de Educação Física. Pensar a Prática, Goiânia, v. 20, n. 3, p. 580-92, 2017.

FREIRE, J. B. Métodos de confinamento e engorda (como fazer render mais porcos, galinhas, crianças...). In: MOREIRA, W. M. (Org.). Educação fsica & esportes: perspectivas para o século XXI. 17 Campinas: Papirus, 2011. p. 109-22.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GIROUX, H. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 1997.

LIMA, T. C. S.; MIOTO, R. C.; PRÁ, K. R. D. A documentação no cotidiano da intervenção dos assistentes sociais: algumas considerações acerca do diário de Campo. Revista Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 6, n. 1, p. 93-104, 2007.

MACEDO, C. A. A educação e o circo social. In: XIV Semana de Mobilização Científica (Semoc). Anais... Salvador: SEMOC, 2011.

MAGALHÃES, C. H. F. Breve histórico da educação física e suas tendências atuais a partir da identificação de algumas tendências de ideais e ideias de tendências. Revista da Educação Física, Maringá, v. 16, n. 1, p. 91-102, 2005.

MALDONADO, D. T.; NOGUEIRA, V. A.; FARIAS, U. S. (Orgs.). Os professores como intelectuais: novas perspectivas didático-pedagógicas na educação física escolar brasileira. v. 34, Curitiba: CRV Editora, 2018.

MALTA, S. C. L. Uma abordagem sobre currículo e teorias afins visando à compreensão e mudança. Espaço do currículo, Paraíba, v. 6, n. 2, p. 340-54, 2013.

MEDINA, J. P. S. Educação Física cuida do Corpo e... “mente”. 25. ed. Campinas: Papirus Fontes, 2010.

MINAYO, M. C. S. Análise qualitativa: teoria, passos e fidedignidade. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 17, n. 3, p. 621-26, 2012.

MINAYO, M. C. S.; DESLANDES, S. F. Pesquisa Social: teorias, métodos e criatividade. 29. ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

MIRANDA, A. C. M. Clown e o corpo sensível: diálogos com a educação física. 2. ed. Curitiba: Appris Editora, 2016.

MIRANDA, R. C. F.; AYOUB, E. As práticas circenses no “tear” da formação inicial em educação física: novas tessituras para além da lona. Movimento, Porto Alegre, v. 22, n. 1, 187-98, 2016.

NOVAIS, N. R. S.; AVILA, M. A. Análise dos recursos físicos e materiais às aulas de educação física em escolas públicas estaduais em Ilhéus, Bahia. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 14, n. 2, p. 32-42, 2015.

ONTAÑÓN, T.; DUPRAT, R.; BORTOLETO, M. A. Educação física e atividades circenses: “o estado da arte”. Movimento, Porto Alegre, v. 18, n. 2, p. 149-68, 2012.

SALDANHA, M. A.; SILVA, S. M. Materiais pedagógicos alternativos: necessidade ou criatividade? Movimentum, Ipatinga, v. 1, p. 1-9, 2006.

SALGADO, S. S. Gestão e educação física escolar: uma mudança de postura para uma mudança de cultura. Temas em Educação Física Escolar, Rio de Janeiro, v. 2, n. 1, p. 49-69, 2017.

SILVA, A. M. C. A formação contínua de professores: uma reflexão sobre as práticas e as práticas de reflexão em formação. Educação & Sociedade, Campinas, v. 21, n. 72, p. 89-109 2000.

SILVA, D. O. S.; CARAMÊS, A. S.; TELLES, C.; KRUG, H. N. O circo na escola: um relato de experiência dos professores. Revista Didática Sistêmica, Rio Grande, v. 16, n. 2, p. 84-92, 2014.

SILVA, D. O. S.; TELLES, C.; KRUG, H. N.; KUNZ, E. Atividade circense na escola: caminhos à organização didática a partir da concepção crítico-emancipatória. Licere, Campinas, v. 19, n. 4, p. 307-26, 2016.

SOARES, C. L. Educação física: raízes europeias e Brasil. 5. ed. Campinas: Autores Associados, 2017.

SOUSA, C. A. S.; SILVA, P. A. S.; MALDONADO, D. T. Muito além da prática pela prática: educação física como componente curricular da educação básica. Cadernos de Formação RBCE, Porto Alegre, v. 8, n. 1, p. 55-66, 2017.

TAKAMORI, F. S.; BORTOLETO, M. A. C.; LIPORONI, M. O.; PALMEN, M. J. H.; CAVALLOTTI, T. D. Abrindo as portas para as atividades circenses na Educação Física escolar: um Relato de experiência. Pensar a Prática, Goiânia, v. 13, n. 1, p. 116, 2010.

TUCUNDUVA, B. B. P. O circo na formação inicial em educação física: inovações docentes, potencialidades circenses. 2015. 223f. Tese (Doutorado em Educação Física) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2015.

VASCONCELLOS-SILVA, P. R. Análise de conteúdo de nuvens de palavras produzidas na comunidade virtual “Hepatite C”. In: V Seminário Internacional de pesquisa e estudos qualitativos. 2018. Foz do Iguaçu. Anais... Foz do Iguaçu, Sipeq, 2018.

VENDRUSCOLO, C. R. P. O Circo na escola: relato de experiência. Motriz, Rio Claro, v. 15 n. 3 p. 729- 37, 2009.

Downloads

Publicado

29.03.2019

Como Citar

SOUSA, A. de J. dias; MORAES, F. F. de; EDA, D. M. e C.; SILVA, L. O. da. Limitações e formação docente para abordar a temática circense nas aulas de educação física. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 17, n. 1, p. 129–137, 2019. DOI: 10.36453/2318-5104.2019.v17.n1.p129. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/21845. Acesso em: 26 jun. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Formação e Desenvolvimento Profissional