Carreiras profissionais em academias de porto alegre: uma análise da percepção de estudantes e profissionais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36453/2318-5104.2019.v17.n2.p123

Palavras-chave:

Percepção, Carreiras profissionais, Academias, Porto Alegre.

Resumo


Objetivo: O objetivo foi analisar como as carreiras nas Academias, segundo a percepção de estudantes/estagiários e de profissionais sobre realidades e expectativas, mobilizam ou articulam contratos com a empresa ou com a própria pessoa. Foi realizado um estudo qualitativo de delineamento exploratório. Métodos: Participaram do estudo 10 profissionais/estudantes vinculados a Academias da cidade de Porto Alegre, através de entrevista semiestruturada. O conteúdo das entrevistas foi analisado a partir de um exercício de redução textual, produção de categorias e subcategorias. Resultados: As categorias emergentes foram: a desvalorização e a instabilidade das relações; a presença dos estagiários atuando como profissionais; trajetórias de carreira profissional em academia; esforços auto iniciados de desenvolvimento de competências; trabalho em academias e desenvolvimento de redes de oportunidades. Conclusão: Nossa conclusão indica que, apesar de notarmos a percepção da importância de esforços auto iniciados, isto é, de situações nas quais os professores/estudantes entrevistados demonstram certa autonomia para decidirem sobre suas carreiras, não nos foi possível afirmar que tal percepção ignore a relevância dos programas e estruturas que as Academias oferecem e materializam. ABSTRACT. Professional careers in Porto Alegre’s gyms: an analysis of students’ and professionals’ perceptions. Objective: This article looks into how careers in Gyms – according of students’ and professionals’ perceptions about realities and expectations – mobilize or promote contracts with the company or with the person in question. Methods: A qualitative exploratory study was conducted, including 10 professionals/students linked to gyms in the city of Porto Alegre, Brazil, through semi-structured interviews. The content of the interviews was analyzed with an exercise of textual reduction, production of categories and subcategories. Results: The emerging categories were: devaluation and instability of relationships; the presence of interns acting as professionals; professional career paths in academia; self-initiated skills development efforts; working in gyms and developing networks of opportunities. Conclusion: Our conclusion indicates that, while the perception about the importance of self-initiated efforts is noticeable – that is, of situations in which the teachers/students interviewed show some autonomy to decide on their careers – it can be said that such perception ignores the relevance of programs and structures that the Gyms offer and materialize.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mauro Myskiw, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Licenciado em Educação Física (UNIOESTE), Mestre em Ciência do Movimento Humano (UFSM), Mestre em Administração (UFSM), Doutor em Ciências do Movimento Humano (UFRGS).

Referências

CHANLAT, J. F. Quais carreiras e para qual sociedade? Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 6, p. 67-75, 1995.

DUTRA, J. S. Administração de Carreiras. São Paulo: Atlas, 1996.

DUTRA, J. S. Gestão de carreiras na empresa contemporânea. São Paulo: Atlas, 2010.

FLICK, U. Uma introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Bookman, 2004.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

OLTRAMARI, A. P. Carreira: Panorama de artigos sobre o tema. In: Encontro Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração, v. 32, 2008. Anais... Rio de Janeiro,:2008. CD ROM.

SCALABRIN, A. C. Carreira Sem Fronteiras e as trajetórias descontínuas: um estudo descritivo sobre decisões de opt-out. 2008. 268f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade de São

Paulo, São Paulo, 2008.

VELOSO, E. F. R.; DUTRA, J. S. Evolução do conceito de carreira e sua aplicação para a organização e para as pessoas. In: DUTRA, J. S. (Org.). Gestão de Carreiras na empresa contemporânea. São Paulo: Atlas, 2010.

VELOSO, E. F. R. Carreira sem fronteiras na gestão pessoal da transição profissional: um estudo com ex-funcionários de uma instituição com características de empresa pública. 2009. 523f. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

Downloads

Publicado

23.09.2019

Como Citar

MYSKIW, M.; MANFRO, P. X. Carreiras profissionais em academias de porto alegre: uma análise da percepção de estudantes e profissionais. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 17, n. 2, p. 123–131, 2019. DOI: 10.36453/2318-5104.2019.v17.n2.p123. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/22026. Acesso em: 16 maio. 2022.