Formação inicial e a educação física escolar: a contribuição do PET/ESEF na mediação deste processo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36453/cefe.2021.n3.27463

Palavras-chave:

Educação Física, Formação continuada, Universidade

Resumo


OBJETIVO: Apresentar um resgate das estratégias de aproximação com a rede de educação básica, desenvolvidas pelo Programa de Educação Tutorial da Educação Física (PET/ESEF), objetivando sinalizar sua contribuição na formação docente para atuação no campo da Educação Física escolar, destacando a trajetória de atuação profissional dos egressos. MÉTODOS: A pesquisa qualitativa foi realizada com dois eixos de coleta dos dados. Em um eixo foi realizada busca documental de relatórios, atas e mídias sociais referentes a 30 anos de história do PET/ESEF. Já no segundo eixo, o processo de coleta dos dados, realizado no ano de 2020, envolveu a identificação dos egressos a partir de informações disponibilizadas na Plataforma Lattes e mídias sociais, com foco na sua área de atuação e formação. Os dados coletados foram analisados de forma descritiva visando a constituição das duas categorias de análise: a) Descrição das ações e estratégias voltadas para a docência e; b) Percursos profissionais e de atuação docente. RESULTADOS: As ações apresentaram diferentes propostas de intervenção e vivências na escola, considerando as possibilidades da cultura corporal e a área da Educação Física. Os egressos tiveram contato com escolares de diferentes faixas etárias, devido às dinâmicas organizadas ao longo das ações, o que pode ter contribuído para seu crescimento profissional. Além disso, no decorrer da análise do percurso profissional dos egressos, identificamos que a grande maioria realizou cursos de pós-graduação, sendo esta entendida também como incentivo do programa. CONCLUSÃO: O PET/ESEF dentro das diretrizes propostas pelo programa contribui para a formação diferenciada dos membros que o compuseram. Uma parcela importante tem atuação na rede de educação básica, outros, atuam ou atuaram como docentes do ensino superior, e ainda, tem privilegiado o espaço da pós-graduação para seu aprimoramento humano e profissional.ABSTRACT. Initial training and school physical education: the contribution of PET/ESEF in mediating this process.OBJECTIVE: Present a rescue of the strategies of approximation with the basic education network, developed by the Physical Education Tutorial Education Program (PET/ESEF), aiming to signal their contribution in teacher training to work in the field of Physical Education at school, highlighting the performance trajectory graduates. METHODS: The qualitative research was carried out with two axes of data collection. On one axis, a documentary search was carried out for reports, minutes and social media referring to the 30-year history of PET / ESEF. In the second axis, the data collection process, carried out in 2020, involved the identification of graduates from information available on the Lattes Platform and social media, focusing on their area of expertise and training. The collected data were analyzed in a descriptive way aiming at the constitution of the two analysis categories: a) Description of actions and targeted strategies for teaching and; b) Professional and teaching career paths. RESULTS: The actions presented different proposals for intervention and experiences at school, considering the possibilities of body culture and the area of Physical Education. The graduates had contact with students of different age groups, due to the dynamics organized throughout the actions, which may have contributed to their professional growth. The graduates had a professional growth when they joined the program, becoming more able to deal with schoolchildren of different age groups, due to the diversification of dynamics and audiences that had contact throughout the actions. In addition, during the career of graduate analysis, we identified that the vast majority did post-graduate courses, which is also understood as a program incentive. CONCLUSION: The PET / ESEF within the guidelines proposed by the program contributes to the differentiated training of the members who composed it. An important part has operations in basic education network, others, act or acted as teachers in higher education, and also has privileged the graduate space for your personal and professional improvement. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Deborah Kazimoto Alves, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Acadêmica do curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade Federal de Pelotas (ESEF/UFPel), Bolsista do Programa de Educação Tutorial (PET/ESEF).

Larissa Frank Hartwig, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Acadêmica do curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade Federal de Pelotas (ESEF/UFPel), Bolsista do Programa de Educação Tutorial (PET/ESEF).

Clara Zillig Echenique, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Acadêmica do curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade Federal de Pelotas (ESEF/UFPel), Bolsista do Programa de Educação Tutorial (PET/ESEF).

Mariângela da Rosa Afonso, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Docente da Escola Superior de Educação Física (ESEF/UFPel), Departamento de Ginástica e Saúde, Tutora do PET/ESEF.

José Antonio Bicca Ribeiro, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Doutor em Educação Física pela Universidade Federa de Pelotas (ESEF/UFPel)

Referências

AFONSO, M. R.; ALVES, D. K.; CAVALLI, L. S.; TAVARES, F. W.; BOZZETTI, J. R.; MALLUE, F. G. O PET educação física e suas interfaces com a comunidade em tempos de pandemia. In: MICHELON, F. F.;

BANDEIRA, A. da R.; LIMA, P. G.; ZIMMERMANN, L. S. D. (Org.). Conexões para um tempo suspenso: extensão universitária na pandemia. Pelotas: UFPEL, 2020. p. 209-26.

ALVES, D. K.; ECHENIQUE, C. Z.; LIMA, M. J. P. F. AFONSO, M. R. Influência do PET ESEF UFPEL no processo de formação continuada. In.: VI Semana Integrada de Ensino, Pesquisa e extensão. XXIX Congresso de Iniciação Científica. 2020. Anais... Pelotas, UFPel., 2020. Disponível em: https://cti.ufpel.edu.br/siepe/arquivos/2020/CH_03634.pdf. Acessado em: 18 de maio de 2021.

ALVES, G. L. O trabalho didático na escola moderna: formas históricas. Campinas: Autores Associados, 2005.

ANVERSA, A. L. B.; SOUZA, V. F. M.; BOTH, J.; OLIVEIRA, A. A. B. Contributions perceived by students about the curriculum stage in the constitution of professional identity. Journal of Physical Education, Maringá, v. 31, e3162, 2020.

AQUINO, E. M. L.; DEMAIS AUTORES. Medidas de distanciamento social no controle da pandemia de COVID-19: potenciais impactos e desafios no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 25, p. 2423-46, 2020.

BARROS, I.; PACHECO, A. R.; BATISTA, P. A experiência de estágio: o impacto e as primeiras vivências do estudante estagiário de educação física. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 99, n. 253, p. 605-32, 2018.

BISCONSINI, C. R.; SILVA JUNIOR, A. P.; OLIVEIRA, A. A. B. Ações pedagógicas ligadas à escola na formação inicial de licenciatura em educação física. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 17, n. 1, p. 87-96, 2019.

BRASIL. Plataforma Lattes. 2021b. Disponível em: http://lattes.cnpq.br/. Acessado em: 9 de março de 2021.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Superior. Manual de Orientações Básicas. Programa de Educação Tutorial. Brasília, 2006. Programa de Educação Tutorial. Brasília, 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/pet. Acessado em: 31 de maio de 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Apresentação PET. 2021a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/pet. Acessado em: 9 de março de 2021.

CASTRO, D. B.; ARRUDA, J. D.; AFONSO, M. R. O Programa de Educação Tutorial ESEF UFPEL: influência no ingresso na pós-graduação. V Semana Integrada de Ensino, Pesquisa e extensão. In: V Congresso de Ensino de Graduação, 2019. Anais... Pelotas. UFPel, 2021. Disponível em: https://cti.ufpel.edu.br/siepe/arquivos/2019/CS_04989.pdf. Acessado em 9 de março de 2021.

DINIZ-PEREIRA, J. E. A construção do campo da pesquisa sobre formação de professores. Revista da FAEEBA, Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 22, n. 40, p. 145-54, 2019.

DUBAR, C. A socialização. Construção das identidades sociais e profissionais. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

FARIAS, G. O.; SHIGUNOV, V.; NASCIMENTO, J. V. Formação e desenvolvimento profissional dos professores de educação física. In: SHIGUNOV, V.; SHIGUNOV NETO, A. (Org.). A formação profissional e a prática pedagógica: ênfase nos professores de educação física. Londrina: Midiograf, 2001. p. 19-53.

FIGUEIREDO, Z. C. C. Formação docente em educação física: experiências sociais e relação com o saber. Movimento, Porto Alegre, v. 10, n. 10, p. 89-111, 2004.

FOLLE, A.; DO NASCIMENTO, J. V. Estudos sobre desenvolvimento profissional: da escolha à ruptura da carreira docente. Journal of Physical Education, Maringá, v. 19, n. 4, p. 605-18, 2008.

FOLLE, A.; NASCIMENTO, J. V. Trajetória docente em educação física: percursos formativos e profissionais. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 24, n. 4, p. 507-23, 2010.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. Rio de Janeiro: Atlas, 2017.

GONÇALVES, L. R.; PASSOS, S. R. M. M. D. Processo de desenvolvimento profissional do professor - educação continuada. Paradoxa, Niterói, v. 10, n. 17, p. 45-56, 2004.

ILHA, F. R. S.; AFONSO, M. R.; SILVA, P. R. L.; SANTOS, L. L.; MONTIEL, F. C. Interfaces entre pesquisa e extensão: uma proposta de ressignificação da formação em educação física escolar. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 17, n. 1, p. 273-80, 2019.

IMBERNÓN, F. Formação continuada de professores. Porto Alegre: Artmed Editora, 2010.

KAVRAYICI, C. Evaluation of the factors affecting teacher identity development of pre-service teachers: A mixed method study. Eurasian Journal of Educational Research, Watford, n. 89, p. 93-110, 2020.

LÜDKE, M. A pesquisa e o professor da escola básica: que pesquisa, que professor. AUTORES (Org.). Ensinar e aprender: sujeitos, saberes e pesquisa. Rio de Janeiro: DP&A, 2000. p. 101-14.

MATOS, T. S.; NISTA-PICCOLO, V. L.; BORGES, M. C. Formação de professores de Educação Física: identidade. Conhecimento & Diversidade, Niterói, v. 8, n. 15, p. 47-59, 2016.

NÓVOA, A. Profissão professor. 2. ed. Porto: Porto Editora, 1999.

PIMENTA, S. G. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In. AUTOR, N (Org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. v. 4. São Paulo: Cortez, 1999. p. 15-32.

PIMENTA, S. G. O estágio na formação de professores: unidade entre teoria e prática. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 94, p. 58-73, 1995.

PIRES, V.; NASCIMENTO, J. V. N.; FARIAS, G.; SUZUKI, C. C. M. Identidade docente e educação física: um estudo de revisão sistemática. Revista Portuguesa de Educação, Braga, v. 30, n. 1, p. 35-60, 2017.

RIGO, L. C.; QUINTAN A, J. C.; CRUZ, P. P.; HARTWING, C. P.; SILVA, S. G. Conhecimento, formação e memórias discentes: um estudo a partir do PET/ESEF. Movimento, Porto Alegre, v. 14, n. 3, p. 71-85, 2008.

RODRIGUES, F. A.; MOGARRO, M. J. Imagens de identidade profissional de futuros professores. Revista Brasileira de Educação, Campinas, v. 25, e250004, 2020.

ROSSI, F.; HUNGER, D. Identidade docente e formação continuada: um estudo à luz das teorias de Zygmunt Bauman e Claude Dubar. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 101, n. 258, p. 313-36, 2020.

SAMPAIO A. A. S.; BAEZ, M. A. C.; STOBAUS, C. D.; OLIVEIRA, J. R. G. Realização e desenvolvimento pessoal e profissional em estudantes de educação física. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 17, n. 1, p. 53-60, 2019.

SARTI, F. M. Parceria intergeracional e formação docente. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 25, n. 2, p. 133-52, 2009.

SHIGUNOV NETO, A.; MACIEL, L. S. B. Refletindo sobre o passado, o presente e as propostas futuras na formação de professores. Revista Internacional de Formação de Professores, Itapetininga, v. 1, n. 2, p. 172-86, 2016.

SOARES, F. F.; DUPLAT, C. B.; FERREIRA, L. P. L.; RÉGIS, M. R. S.; REIS, S. R. A.; MATOS, M. S. Impacto do Programa de Educação Tutorial da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal da Bahia na formação profissional dos seus ex-bolsistas. Revista Pós-Graduação, São Paulo, v. 17, n. 3, p. 143-50, 2010.

UFPEL. Universidade Federal de Pelotas. Programa de Educação Tutorial. Pelotas - PET. Disponível em: https://wp.ufpel.edu.br/cec/pet/. Acessado em: 3 de junho de 2020.

UFPEL. Universidade Federal de Pelotas. Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Educação Física. Disponível em: https://wp.ufpel.edu.br/esef/files/2013/07/PPC-Licenciatura-DIURNO_Atual.pdf. Acessado em: 3 de junho de 2020.

ZEICHNER, K. Repensando as conexões entre a formação na universidade e as experiências de campo na formação de professores em faculdades e universidades. Educação, Santa Maria, v. 35, n. 3, p. 479-504, 2010.

Downloads

Publicado

01-09-2021

Como Citar

ALVES, D. K.; HARTWIG, L. F.; ECHENIQUE, C. Z.; AFONSO, M. da R.; RIBEIRO, J. A. B. Formação inicial e a educação física escolar: a contribuição do PET/ESEF na mediação deste processo. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 19, n. 3, p. 1–8, 2021. DOI: 10.36453/cefe.2021.n3.27463. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/27463. Acesso em: 26 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê Educação Física Escolar: desafios e possibilidades na atualidade

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)