Comparação do valor percebido de clientes e administradores sobre os serviços prestados em academias de ginástica

Autores

  • Vinicius Almeida Calesco Universidade Estadual de Londrina (UEL)
  • Jorge Both Universidade Estadual de Londrina (UEL)
  • Jeane Barcelos Soriano Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Palavras-chave:

Academias de Ginástica, Gestão Administrativa, Critérios Competitivos, Clientes, Gestores.

Resumo


O objetivo do trabalho foi de comparar o valor percebido da importância e desempenho das academias de ginástica na visão dos administradores e dos clientes. Participaram da amostra 123 indivíduos, sendo 108 clientes e 15 administradores de 10 academias da cidade de Londrina/Paraná. Para a coleta de aplicou-se um questionário que foi construído para esta investigação. Na análise estatística aplicou-se o teste Kolmogorov Smirnov, para verificar a distribuição normal dos dados, a qual não foi evidenciada. Assim, aplicou-se o teste Prova U de Mann-Whitney, considerando um nível de confiança de 95% (p<0,05). Os resultados demonstram que os clientes apresentam menores índices de importância nas questões comunicação entre profissionais da academia e os clientes (p=0,02), o trabalho em equipe dos profissionais da academia (p=0,03) e a valorização dos clientes antigos (p=0,03). Por fim, conclui-se que os administradores das academias superestimam a importância dos serviços prestados pelas academias de ginástica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUIAR, F. A. Análise da satisfação dos clientes das academias de ginástica da cidade de João Pessoa (PB).

, 174 f. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa, 2007.

ALBUQUERQUE, C. L. F. A.; ALVES, R. S. A evasão dos alunos das academias: um estudo de caso no centro

integrado de estética e atividade física – CIEAF, na cidade de Caicó-RN. 2007. 33 f. Monografia (Especialista

em Gestão Estratégica de Negócios) – Faculdade de Natal, Caicó, 2007.

BESANKO, D.; DRANOVE, D.; SHANLEY, M. A economia da estratégia. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

BLACKWELL, R. D.; MINIARD, P. W.; ENGEL, J. F. Comportamento do consumidor. 9. ed. São Paulo: Cengage

Learning, 2008.

BRAGA, R. K.; DALKE, R. Motivos de adesão e permanência de praticantes de musculação da Academia Ativa

Fitness. Um estudo de caso. Revista Digital EF Deportes, Buenos Aires, a. 13, n. 130, mar., 2009.

BROCKA, B.; BROCKA, M. S. Gerenciamento da qualidade: implementando TQM, passo a passo, através dos

processos e ferramentas recomendadas por Juran, Deming, Crosby e outros mestres. São Paulo: Makron Books,

CAMPOS, V. F. TQC controle da qualidade total: no estilo japonês. 8. ed. Nova Lima: INDG Tecnologia e Serviços,

CHASTON, L. Excelência em marketing: como gerenciar o processo de marketing buscando um melhor desempenho

organizacional. São Paulo: Makron Books, 1992.

CHIAVENATO, I. Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 3. ed. Rio de Janeiro:

Elsevier, 2010.

CORRÊA, S. A. M. Estratégia competitiva das academias de ginástica da cidade de São Paulo. FACEF Pesquisa,

v. 12, n. 1, p. 63-76, 2009.

COSTA, B. V.; BOTTCHER, L. B.; KOKUBUN, E. Aderência a um programa de atividade física e fatores associados.

Motriz, Rio Claro, v. 15, n. 1, p. 25-36, jan./mar. 2009.

CRUZ, C.; RIBEIRO, U. Metodologia científica: teoria e prática. 2. ed. Rio de Janeiro: Axcel Books do Brasil,

FEIGENBAUM, A. V. Controle da qualidade total. São Paulo: Makron Books, 1994.

FERRELL, O. C.; HARTLINE, M. D. Estratégia de marketing. 3. ed. São Paulo: Pioneira, 2005.

FIGUEIREDO, S. P. Gestão do conhecimento: estratégias competitivas para a criação e mobilização do conhecimento

na empresa. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2005.

FORZA, C. Survey research in operations management: a process-based perspective. International Journal of

Operations & Production Management. v. 22, n. 2, p. 152-194, 2002.

FREITAS, C. M. S. M. Aspectos motivacionais que influenciam a adesão e manutenção de idosos a programas de

exercícios físicos. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano, Florianópolis, v. 9, n. 1,

p. 92-100, 2007.

GONÇALVES, A. K.; DUARTE, C. P.; SANTOS, C. L. Atividade física na fase da meia-idade: motivos de adesão

e de continuidade. Movimento, Porto Alegre, v. 7, n. 15, p. 75-88, 2001.

GONÇALVES, J. E. L. Os impactos das novas tecnologias nas empresas prestadoras de serviços. Revista de Administração

de Empresas, v. 34, n. 1, p. 63-81, jan./fev., 1994.

HILL M.M.; HILL A. Investigação por questionário. Lisboa: Síbalo. 2000.

HOFFMAN, K. D.; BATESON, J. E. G. Princípios de marketing de serviços: conceitos, estratégias e casos. 2. ed.

São Paulo: Cengage Learning, 2008.

JURAN, J. M. A qualidade desde o projeto: os novos passos para o planejamento da qualidade em produtos e

serviços. São Paulo: Pioneira, 2002.

KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. Mapas estratégicos - balanced scorecard: convertendo ativos intangíveis em

resultados. 8. ed. Rio de Janeiro: Elsever, 2004.

KOTLER, P.; KELLER, K. L. Administração de marketing. 12. ed. Sao Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

LAVILLE, C.; DIONNE, J. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas.

Porto Alegre: Artes Médicas Sul; UFMG, 1999.

LOPES, V. M. B. S.; CHIAPETA, S. M. S. V. Motivos de adesão e manutenção da prática de atividades físicas regulares

em academias de ginástica da cidade de Ubá, MG. Revista Digital EFDeportes, Buenos Aires, a. 15, n.

, abr., 2010.

MARCELLINO, N. C. Academias de ginástica como opção de lazer. Revista Brasileira de Ciência e Movimento,

Brasília, v. 11, n. 2, p. 49-54, jun., 2003.

MOWEN, J. C.; MINOR, M. S. Comportamento do consumidor. São Paulo: Prentice Hall, 2003.

NASCIMENTO, L. P.; CARVALHO, A. V. Gestão estratégica de pessoas: sistema, remuneração e planejamento.

Rio de Janeiro: Qualitymark, 2006.

OLIVEIRA, T. G.; FARIAS, E. Levantamento das estratégias de captação e retenção de clientes adotadaspor

empresas fitness de grande porte na Zona Oeste do Rio de Janeiro. 2005. Disponível em: <http://www.edvaldodefarias.

com/captarereter.pdf>

PASCHOAL, L. Gestão de pessoas: nas micros, pequenas e médias empresas. Rio de janeiro: Qualitymark, 2006.

PAZ, L. G. S. Causas de insatisfação de clientes de academias de ginástica: o caso. 2005. 76 f. Monografia (Graduação)

– Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

SANTOS, S. G.; MORETTI-PIRES, R. O. Métodos e técnicas de pesquisa quantitativa aplicada à educação

Física. Florianópolis: Tribo da Ilha, 2012.

SEBRAE. Critérios e conceitos para classificação de empresas. s.d. Disponível em: http://www.sebrae.com.br.

Acesso em: 29 abr. 2012.

SELLTIZ; WRIGHTSMAN; COOK. Métodos de pesquisa nas relações sociais. 3. ed. São Paulo: EPU, 1974.

TAHARA, A. K.; SCHWARTZ, G. M.; SILVA, K. A. Aderência e manutenção da prática de exercícios em academias.

Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Brasília, v. 11, n. 4, p. 7-12, out./dez., 2003.

WOODRUFF, R. B. Customer value: the next source for competitive advantage. Journal of the Academy of

Marketing Science, Greenvale, v. 25, n. 2, p. 139-153, 1997.

ZANETTE, E. T. Análise do perfil dos clientes de academias de ginástica: o primeiro passo para o planejamento

estratégico. 2003. 154 f. Dissertação (Mestrado Profissionalizante em Engenharia) – Universidade Federal do

Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2003.

ZEITHAML, V. Consumer perceptions of price, quality and value: a means-and model and synthesis of evidence.

Journal of Marketing, v. 52, n. 3, p. 2-22, jul. 1988.

Downloads

Publicado

28-09-2013

Como Citar

CALESCO, V. A.; BOTH, J.; SORIANO, J. B. Comparação do valor percebido de clientes e administradores sobre os serviços prestados em academias de ginástica. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 11, n. 1, p. 45–55, 2013. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/8137. Acesso em: 1 dez. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>