A RESENHA COMO PRODUTO DE RETEXTUALIZAÇÃO EM (RE)ESCRITA ACADÊMICA

Autores

  • Clara Regina Rodrigues de Souza
  • Williany Miranda da Silva

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v13i28.15597

Palavras-chave:

Gênero resenha, retextualização, ensino-aprendizagem.

Resumo


Neste artigo, analisamos o gênero resenha em contexto de ensino-aprendizagem. Partimos de um corpus de quarenta e seis resenhas de livros, coletadas em uma disciplina de leitura e produção de textos acadêmicos, do Curso de Letras de uma Universidade Federal brasileira. Com o respaldo de autores como Dell’Isola (2007), Marcuschi ([2001] 2010) e Matencio (2002; 2003; 2004), e de outros que se baseiam na Linguística Aplicada, empreendemos uma metodologia que triangula as resenhas produzidas, o contexto de produção e as orientações docentes, verificamos que o produto pode ser definido como um gênero retextualizado, produzido a partir da compreensão, da exposição e apreciação do texto-fonte. Nossa conclusão sinaliza a necessidade de reflexões sobre os aspectos composicionais e sociodiscursivos da constituição do gênero numa produção situada, apreendidas a partir de ações pedagógicas e linguageiras de escrita e reescrita.

 

Downloads

Publicado

30-01-2017

Como Citar

RODRIGUES DE SOUZA, C. R.; SILVA, W. M. da. A RESENHA COMO PRODUTO DE RETEXTUALIZAÇÃO EM (RE)ESCRITA ACADÊMICA. Trama, [S. l.], v. 13, n. 28, p. 54–85, 2017. DOI: 10.48075/rt.v13i28.15597. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/trama/article/view/15597. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Escrita Acadêmica e Ensino de Escrita Acadêmica