LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS (LIBRAS): QUINZE ANOS DA LEI 10.436/2002 E SEUS IMPACTOS NO MUNICÍPIO DE CHAPECÓ (SC)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v14i32.18555

Palavras-chave:

Língua de Sinais, LIBRAS, Estudantes surdos

Resumo


Este artigo evidencia a relevância da LIBRAS na educação de estudantes surdos e a legislação que a reconhece no Brasil, em Santa Catarina e no município de Chapecó (SC), lócus da investigação. Participaram do estudo, caracterizado como pesquisa qualitativa, três Secretários Municipais de Educação. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas, que foram gravadas, transcritas e organizadas em agrupamentos temáticos. As materialidades empíricas foram examinadas por meio da análise do discurso, com referenciais foucaultianos. A análise de documentos relativos à educação de surdos no município contribuiu para a compreensão do tema estudado. O estudo aponta a importância da LIBRAS na aprendizagem e no desenvolvimento de pessoas surdas.

Biografia do Autor

Tania Mara Zancanaro PIECZKOWSKI, Universidade Comunitária da Região de Chapecó

Graduada em pedagogia, especialista em Educação Especial e em Docência na Educação Superior pela Universidade Comunitária Regional de Chapecó (UNOCHAPECÓ);  mestre em Educação pela Universidade de Passo Fundo (UPF)  e doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM); Diretora de Ensino na Unochapecó no período de 2009 a 2016.  Pesquisadora e professora titular C, no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação na Unochapecó. Líder do grupo de pesquisa Desigualdades Sociais, Diversidades Socioculturais e Práticas Educativas (Unochapecó); integrante dos grupos de pesquisa Ensino e Formação de professores (Unochapecó); e Práticas Educativas e GEPE- Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Especial e Inclusão (UFSM). Vice-Presidente do Comitê de Ensino na UNOCHAPECÓ no período de 2012 a 2016. Autora e organizadora de livros, autora de capítulos de livros e de artigos científicos publicados em periódicos Qualis Capes.

e-mail: taniazp@unochapeco.edu.br

Downloads

Publicado

29-06-2018

Como Citar

PIECZKOWSKI, T. M. Z. LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS (LIBRAS): QUINZE ANOS DA LEI 10.436/2002 E SEUS IMPACTOS NO MUNICÍPIO DE CHAPECÓ (SC). Trama, [S. l.], v. 14, n. 32, p. 53–65, 2018. DOI: 10.48075/rt.v14i32.18555. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/trama/article/view/18555. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Língua Brasileira de Sinais: descrição linguística, formação profissional e educação bilíngue