APONTAMENTOS PARA O ENSINO DO SISTEMA SONORO DO PB

Autores

  • Adelaide Hercília Pescatori SILVA Universidade Federal do Paraná/Departamento de Literatura e Linguística

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v15i34.21768

Palavras-chave:

Fonética. Análise acústica. Sistemas adaptativos complexos. Crioulo haitiano. Português como língua estrangeira.

Resumo


Este artigo visa a contribuir para o ensino de português brasileiro (PB) como língua estrangeira. Para tanto, segue dois argumentos: o de que a língua é um sistema adaptativo complexo – o que implica a necessidade de se conspirarem variáveis extralinguísticas no processo de ensino-aprendizagem em interação com variáveis linguística - e o de que é preciso conhecer a estrutura fonético-fonológica do PB e da língua materna dos aprendizes, para que se possa desenvolver uma abordagem próxima à realidade desses aprendizes. Para embasar tais argumentos, lançamos mão de dados português brasileiro produzidos por falantes nativos de crioulo haitiano e analisados acusticamente.


REFERÊNCIAS

Albano, E. C. O gesto e suas bordas – esboço de fonologia acústico-articulatória do português brasileiro. Campinas: Mercado de Letras/FAPESP, 2001.

ALVES, U.K.; BRISOLARA, L.B.; PEROZZO, R.V. Curtindo os sons do Brasil – Fonética do Português do Brasil para Hispanofalantes. Lisboa: Lidel, 2017.

Becker, M.R. Inteligibilidade da lingua inglesa sob o paradigma de língua franca: percepção de discursos de falantes de diferentes L1s por brasileiros. Tese de doutorado. Inédita. UFPR. 2013.

Beckner, C. et al. Language is a complex adaptative system: position paper. Language Learning, v. 59, n. 1, p. 1-26, dez. 2009.

Cadely, J.R. Haiti: the politics of language. Journal of Teaching and Education, 1(3):389–394, 2012.

CADELY, J. R.. Les sons du Creòle haïtien. The Journal of Haitian Studies, 9 (2): 4-41, 2004.

Celce-Murcia, M.; Brinton, D.M.; Goodwin, J.M.; Grainer, B. Teaching pronunciation: a course book and reference guide. Cambridge: Cambridge University Press, 2010.

Chan, S. Complex Adaptative Systems. Research Seminar in Engineering Systems. October 31, 2001/November 6, p. 1-9, 2001.

DOVE, L. How does a forest fire benefit living things? DISPONÍVEL em https://science.howstuffworks.com/environmental/green-science/how-forest-fire-benefit-living-things-2.htm. ACESSO em 18/02/2019.

MAJOR, R. C. Transfer in second language phonology. In: EDWARDS, J. G. H; ZAMPINI, M. L. Phonology and Second Language Acquisition. Philadelphia: John Benjamins, 2008.

SCHMICHECK, J. V. Produção de taps e laterais do PB por falantes de kreyòl. Relatório de Pesquisa de Iniciação Científica. Inédito. Universidade Federal do Paraná. 2018.

Silva, A.H.P. Caracterização acústica de [r], [ɾ], [l] e [ʎ] nos dados de um informante paulistano. Cadernos de Estudos Linguísticos, 37:51-6, 1999.

Silva, A. H. P. As fronteiras entre fonética e fonologia e a alofonia dos róticos iniciais em PB: dados de dois informantes do sul do país. Tese de doutorado. Inédita. Universidade Estadual de Campinas. 2002.

Silva, A.H.P. Uma ferramenta para o ensino do acento primário do PB para falantes nativos do crioulo haitiano. Organon, 30 (58): 175-191, 2015.

Tardieu, G.M. Gramè Kreyòl. Kopivit-Laksyon Sosyal, 2013.

 

Recebido em 18-02-2019.

Aceito em 21-02-2019.

 


Biografia do Autor

Adelaide Hercília Pescatori SILVA, Universidade Federal do Paraná/Departamento de Literatura e Linguística

Professora Titular do Departamento de Literatura e Linguística da UFPR, trabalho com fonética e fonologia. Interesso-me particularmente pela análise acústica dos sons da fala e pela integração entre fonética e fonologia.

Downloads

Publicado

27-02-2019

Como Citar

SILVA, A. H. P. APONTAMENTOS PARA O ENSINO DO SISTEMA SONORO DO PB. Trama, [S. l.], v. 15, n. 34, p. 3–17, 2019. DOI: 10.48075/rt.v15i34.21768. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/trama/article/view/21768. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Contribuições dos estudos de fonética e fonologia para o ensino