APRESENTAÇÃO

Autores

  • Lara FRUTOS
  • Luciane Thomé SCHRÖDER UNIOESTE

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v15i34.21834

Resumo


Prezados leitores,

Os estudos linguísticos que se desenvolveram a partir do século XX têm, de maneira gradual, contribuído para mudanças de paradigmas no ensino. Se nas questões relativas aos gêneros textuais, esses estudos já tiveram grande impacto – e comprovamos isso a partir dos documentos oficiais que regem o ensino de língua portuguesa no Brasil –, ainda é bastante tímida a influência dos avanços das pesquisas linguísticas no ensino de questões gramaticais. O próprio conceito de gramática, que abrange a língua como um fenômeno de natureza fonética, fonológica, morfológica e sintática, ainda não ocupou o lugar do que se entende como objeto de estudo e ensino de gramática nas escolas.

Por isso, este número da Revista Trama dedica-se, especialmente, a refletir sobre as contribuições da Fonética e da Fonologia para o ensino, a partir dos trabalhos dos colegas, a fim de evidenciar quão importante é a relação entre a ciência linguística e a sala de aula, seja no ensino de língua materna ou língua estrangeira.

Marechal Cândido Rondon, fevereiro de 2019.

Biografia do Autor

Luciane Thomé SCHRÖDER, UNIOESTE

Docente do Curso de Graduação em Letras da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, campus de Marechal Cândido Rondon e do Mestrado Profissional em Letras, campus de Cascavel. Doutora em Estudos da Linguagem pela Universidade Estadual de Londrina. Desenvolve pesquisas nos seguintes temas, a partir da Análise de discurso francesa: mulher, mãe, maternidade; ensino e aprendizagem da leitura.

Downloads

Publicado

27-02-2019

Como Citar

FRUTOS, L.; SCHRÖDER, L. T. APRESENTAÇÃO. Trama, [S. l.], v. 15, n. 34, p. 1–2, 2019. DOI: 10.48075/rt.v15i34.21834. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/trama/article/view/21834. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Contribuições dos estudos de fonética e fonologia para o ensino