ALGUMAS QUESTÕES REFERENTES À APROXIMAÇÃO DA LINGUÍSTICA CONTRASTIVA E AS CIÊNCIAS DO LÉXICO

Autores

  • Adja Balbino de Amorin Barbieri Durão
  • Otávio Goes de Andrade

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v6i11.4513

Palavras-chave:

, Linguística Contrastiva, Ciências do Léxico, Vocabulário.

Resumo


Estudos empíricos avalizam o pressuposto de que o português e o espanhol compartilham aproximadamente 85% do léxico em vários campos semânticos. Ao partir de uma afirmação como essa, se poderia inferir que o desenvolvimento da competência lexical na língua espanhola por parte de brasileiros é algo que não supõe dificuldade alguma já que sua língua materna, o português, é tão parecida ao espanhol, essa, inferência não é adequada, pois o desenvolvimento lexical em uma língua estrangeira se dá mediante a confluência de elementos variados, não se coadunando com a noção simplista de que aprender vocabulário é substituir palavras e estruturas de uma língua por outras de outra língua. Postulamos, neste trabalho, que a aproximação entre a Lingüística Contrastiva e as Ciências do Léxico pode ser um caminho para melhor entender o processo de desenvolvimento do componente léxico da língua espanhola por estudantes brasileiros dessa língua. A Linguística Contrastiva lança luz, com base científica, nas semelhanças e diferenças entre as línguas em presença e as Ciências do Léxico subsidiam, pontualmente, os fenômenos envolvidos no conhecimento das unidades léxicas.

Downloads

Publicado

21-07-2011

Como Citar

BARBIERI DURÃO, A. B. de A.; GOES DE ANDRADE, O. ALGUMAS QUESTÕES REFERENTES À APROXIMAÇÃO DA LINGUÍSTICA CONTRASTIVA E AS CIÊNCIAS DO LÉXICO. Trama, [S. l.], v. 6, n. 11, p. 9–18, 2011. DOI: 10.48075/rt.v6i11.4513. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/trama/article/view/4513. Acesso em: 21 maio. 2022.

Edição

Seção

ARTIGO