FLEGE E O MODELO DE ANÁLISE DA FALA: UMA FORMA DE ANÁLISE DA PERCEPÇÃO E PRODUÇÃO DOS SONS DA LE E ALGUNS EXEMPLOS COM ESTUDANTES BRASILEIROS DE E/LE

Autores

  • Egisvanda I.A. Sandes

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v6i11.4516

Palavras-chave:

aquisição/aprendizagem de sons em LE, modelo da análise da fala (Flege), surdez fonológica (Polivanov), crivo fonológico (Trubetzkoy).

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar os principais conceitos e modelos que tratam da aquisição e aprendizagem dos sons em língua estrangeira. Partimos dos conceitos de “surdez fonológica” de Polivanov (1931) e de “crivo fonológico” de Trubetzkoy (1939), de base estruturalista, para em seguida, discutirmos sobre os modelos que agrupamos sob a denominação de “pós-gerativistas”, mais especificamente o Modelo de Análise da Fala, apresentado por Flege (1981, 1991, 1995).

Downloads

Publicado

04-12-2010

Como Citar

I.A. SANDES, E. FLEGE E O MODELO DE ANÁLISE DA FALA: UMA FORMA DE ANÁLISE DA PERCEPÇÃO E PRODUÇÃO DOS SONS DA LE E ALGUNS EXEMPLOS COM ESTUDANTES BRASILEIROS DE E/LE. Trama, [S. l.], v. 6, n. 11, p. 57–70, 2010. DOI: 10.48075/rt.v6i11.4516. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/trama/article/view/4516. Acesso em: 17 maio. 2022.

Edição

Seção

ARTIGO