“ESTRANGEIRO AQUI COMO EM TODA A PARTE” UMA ABORDAGEM DOS POEMAS “LISBON REVISITED”, DE FERNANDO PESSOA.

Autores

  • Aline Carla Dalmutt
  • Maria Natália Ferreira Gomes Thimóteo

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v9i17.6801

Palavras-chave:

Fernando Pessoa, Álvaro de Campos, “Lisbon Revisited”.

Resumo


 

A “saudade da infância” marca a poesia de Fernando Pessoa, no que ela tem de mítica e de idealização. O objetivo dessa pesquisa é analisar os poemas “Lisbon Revisited” (1923) e “Lisbon Revisited” (1926) de Álvaro de Campos, em suas componentes imagéticas, seus confrontos reveladores do esvaziamento do eu, e da ligação com o processo poético que liga o Modernismo à memória. Examinar o confronto explícito com a cidade de Lisboa depois de generalizar a figura do estrangeiro a todas as necessidades de envolvimento e compromisso social, (poema de 1923). Interpretar os poemas, desde o estranhamento do título e a necessidade de inquirir sobre o processo da heteronímia, o niilismo e a passividade, apesar da ligação com a memória, (poema de 1926).

 

Downloads

Publicado

28-05-2013

Como Citar

DALMUTT, A. C.; FERREIRA GOMES THIMÓTEO, M. N. “ESTRANGEIRO AQUI COMO EM TODA A PARTE” UMA ABORDAGEM DOS POEMAS “LISBON REVISITED”, DE FERNANDO PESSOA. Trama, [S. l.], v. 9, n. 17, p. 37–48, 2013. DOI: 10.48075/rt.v9i17.6801. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/trama/article/view/6801. Acesso em: 26 maio. 2022.

Edição

Seção

ARTIGO