A ambiguidade lexical e a crise orçamentária do Brasil

Autores

  • Elias Garcia
  • Jorge Bidarra

Palavras-chave:

Disclosure, Informação, Gestão Pública, Orçamento

Resumo


Desde os primórdios, a Contabilidade teve como finalidade gerar informação útil que reduza as incertezas e aumenta o nível de assertividade das decisões dos gestores usuários dos seus relatórios no processo de comunicação dos fatos contábeis e administrativos. Inúmeros trabalhos têm sido publicados no sentido de mostrar a Contabilidade como um sistema de informação confiável e segura. Poucos, no entanto, são aqueles que debatem e se atêm ao problema de compreensão dos termos e expressões utilizados, seja por parte do profissional ou do cliente-usuário interno ou externo. Dado esse cenário, os principais objetivos do presente artigo são trazer para o debate a questão da ambiguidade lexical no que se refere a terminologia utilizada nos relatórios da Contabilidade, mais especificamente, chamar a atenção para alguns aspectos semânticos que podem distorcer o significado da informação no momento que o usuário necessita tomar uma decisão gerencial. Nesse sentido, foi apresentado aqui um estudo teórico a respeito da proposta orçamentária encaminhada ao congresso nacional pela presidência da república, visando esclarecer alguns pontos obscuros que pairam no momento da interpretação da terminologia utilizada, principalmente confrontando com os significados utilizados na contabilidade empresarial, no sentido de apresentar a ocorrência da ambiguidade lexical representada pela homonímia e polissemia. Apesar do assunto parecer um tanto técnico, trabalhamos apenas os aspectos  conceituais, visando facilitar o entendimento por todos os leitores, quer especialistas da área ou não.

Referências

ARAGÃO NETO, Magdiel M. Semântica e Pragmática. In: FARIA, Evangelina M. B. de; ASSIS, Maria C.. (Org.). Língua Portuguesa e Libras: teorias e práticas. 01ed.João Pessoa - PB: Editora da UFPB, 2012, v. 5, p. 191 -259.

BARTHES, Roland, Elementos de Semiologia. In: La semiologia (Buenos Aires, Tiempo Contemporâneo). São Paulo, Culgtrix-Editora da USP. 1971.

BRASIL. LEI FEDERAL nº 4.320 de 31 de Março de 1964.

BRASIL. LEI FEDEREAL nº6.404 de 15 de Dezembro de 1976.

BRASIL. Lei nº 101/2000 - Lei de Responsabilidade Fiscal.

CANÇADO, Márcia. Ambiguidade e Vagueza. In. Manual de Semântica: noções básicas e exercícios. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2005

CARVALHO, P. C. Q. da F. Gramáticas de resolução de ambiguidades resultantes da homografia de nomes e adjetivos. 2001. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa, 2001.

GOVERNO FEDERAL. Projeto de Lei Orçamentária. site www.orcamentofederal.gov.br, acessado em 01/09/2015.

IUDÍCIBUS. Sérgio.Teoria da contabilidade. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

KOHAMA, Heilio. Contabilidade Pública: Teoria e Prática. São Paulo: Atlas, 1996.

LEFFA, V. J. A resolução da ambiguidade lexical sem apoio do conhecimento de mundo. Revista Intercâmbio, São Paulo, v.6, ptel, p. 869-889,1998.

MARTINS. Eliseu. Contabilidade de Custos: 7ª ed. São Paulo, Atlas, 1988.

MOURA, Heronides M. de M. A determinação de sentidos lexicais no contexto. Cadernos de estudos linguísticos (UNICAMP), Campinas – SP, v. 16,p. 111-125, 2001.

MOURA. Heronides Maurílio de MELO. POLISSEMIA E INDETERMINAÇÃO SEMÂNTICA. Revista DELTA, Vol. 18 - Especial - 2002.

PIETROFORTE, A. V. S; LOPES, Ivã Carlos. Semântica lexical. In. José Luiz Fiorin (org.). Introdução à Linguística II – Princípios de análise. São Paulo: Contexto, 2003, p. 110-135.

SILVA, A. O Mundo dos Sentidos em Português - polissemia, semântica e cognição. Coimbra, Ed. Almedina, 2006.

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de Linguística Geral, São Paulo, Cultrix-Editora da USP, 1972.

TUGGY, D. Ambiguity, polysemy and vagueness. Cognitive Linguistics 4(3): 273-290, 1993.

Downloads

Publicado

06-07-2016

Como Citar

GARCIA, E.; BIDARRA, J. A ambiguidade lexical e a crise orçamentária do Brasil. Travessias, Cascavel, v. 10, n. 2, p. 315–329, 2016. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/12878. Acesso em: 18 out. 2021.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEMÁTICO: LITERATURA, LEITORES, TEXTOS PRETEXTOS E DESTERRITORIALIDADES.