Um romance juvenil e a tradição escolar: os comentários de leitores nas redes sociais

Autores

  • Adelino Pereira dos Santos

Palavras-chave:

Romance juvenil contemporâneo, tradição escolar, autor, comentários de leitores.

Resumo


No presente artigo, analisamos comentários de leitores em blogs e redes sociais virtuais sobre o romance juvenil Petrus Logus, O Guardião Do Tempo, do conhecido autor brasileiro do gênero de autoajuda, Augusto Cury. Mediados pela concepção da literatura como um bem e um direito inalienáveis do ser humano, conforme proposta por Antonio Candido (1988/1995), apresentamos a tese de que os comentários dos leitores foram influenciados pela tradição escolar de trabalho com o texto literário, em que se priorizam os aspectos externos ao texto em detrimento daqueles propriamente característicos da literatura.

Referências

CANDIDO, Antonio. O direito à literatura. In: _______. Vários escritos. 3. ed. rev. e ampl. São Paulo: Duas Cidades, 1995. p. 235-263

COSSON, Rildo. Círculos de leitura e letramento literário. São Paulo: Contexto, 2014.

CURY, Augusto. Petrus Logus: o guardião do tempo. São Paulo: Saraiva, 2014. 291 p.

LOIS, Lena. Teoria e prática da formação do leitor: leitura e literatura na sala de aula. Porto Alegre: Artmed, 2010.

Downloads

Publicado

19-07-2016

Como Citar

SANTOS, A. P. dos. Um romance juvenil e a tradição escolar: os comentários de leitores nas redes sociais. Travessias, Cascavel, v. 10, n. 2, p. 98–109, 2016. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/14189. Acesso em: 18 out. 2021.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEMÁTICO: LITERATURA, LEITORES, TEXTOS PRETEXTOS E DESTERRITORIALIDADES.