A RETÓRICA DO OPRIMIDO: SOBRE A IDÉIA DE LITERATURA MILITANTE EM LIMA BARRETO

Autores

  • Manoel Freire

Palavras-chave:

Lima Barreto, Literatura militante, Linguagem.

Resumo


 

Lima Barreto surge na literatura brasileira em plena vigência da estética parnasiana e da literatura oficial e academicista da Belle Époque. Concebida a partir da noção de literatura militante, sua obra afronta a literatura oficial tanto no plano estético quanto no campo ideológico. A linguagem é um dos aspectos mais importantes de sua rebeldia, pois a idéia de literatura militante só podia concretizar-se a partir da linguagem, haja vista que a destruição das velhas estruturas pressupunha a destruição das suas formas de expressão, o que para ele significava demolir os velhos modelos que ancoravam a retórica oficial.

Downloads

Publicado

30-04-2008

Como Citar

FREIRE, M. A RETÓRICA DO OPRIMIDO: SOBRE A IDÉIA DE LITERATURA MILITANTE EM LIMA BARRETO. Travessias, Cascavel, v. 2, n. 1, 2008. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/2894. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

EDUCAÇÃO