DO ÉDIPO AO ANTI-ÉDIPO: UMA CONTRIBUIÇÃO DA ESQUIZOANÁLISE PARA A CLÍNICA CONTEMPORÂNEA

Autores

  • Lívia Machado Silva
  • Fernanda Canavêz Magalhães

Palavras-chave:

clínica, psicanálise, esquizoanálise, contemporaneidade.

Resumo


O presente trabalho visa explorar alguns questionamentos endereçados pela abordagem esquizoanalítica à psicanálise. O objetivo é enaltecer as críticas que a esquizoanálise aponta a partir de uma determinada leitura da psicanálise, de modo que uma não anule a potência da outra, partindo, assim, de uma perspectiva que não toma a psicanálise e a esquizoanálise como contrapontos identificatórios. Busca-se, desse modo, enaltecer a importância na clínica de uma visão ampliada sobre o sujeito e sobre os discursos que versam sobre o mesmo, afirmando a exigência ética de uma clínica circunscrita ao seu tempo, orientada pelas singularidades das quais se ocupa. 

Downloads

Publicado

05-11-2014

Como Citar

SILVA, L. M.; MAGALHÃES, F. C. DO ÉDIPO AO ANTI-ÉDIPO: UMA CONTRIBUIÇÃO DA ESQUIZOANÁLISE PARA A CLÍNICA CONTEMPORÂNEA. Travessias, Cascavel, v. 8, n. 2, 2014. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/9902. Acesso em: 28 out. 2021.

Edição

Seção

EDUCAÇÃO