Tempo livre, ócio, lazer e recreação nos projetos pedagógicos de quatro cursos de educação física do Brasil, Chile e Uruguai

Verónica Gabriela Silva Piovani, Franklin Castillo Retamal

Resumo

Objetivo: analisar e comparar a presença da área de lazer e recreação nos Projetos pedagógicos (PP) e nas ementas das disciplinas de cursos de EF do Brasil, Chile e Uruguai. Métodos: Análise documental dos PP de quatro cursos de Educação Física de uma universidade do Brasil (estado do Paraná), uma do Chile (região de Maule) e uma do Uruguai (departamento de Rivera). Os PP dos cursos foram obtidos através dos websites das universidades. Resultados: Nos PP dos cursos de Licenciatura em EF (Brasil), Pedagogia em EF (Chile) e Licenciatura em EF - Opção práticas educativas (Uruguai), evidenciou-se o conceito de educação para o tempo livre.  Encontrou-se que o curso de Bacharelado em EF (Brasil) possui maior carga horária de disciplinas que tratam a temática tempo livre, lazer e recreação de maneira direta e indireta, seguido pelo curso de EF de Uruguai e de Chile. Em geral, entre os assuntos que as disciplinas abordavam encontrou-se a relação do lazer com dimensões socioculturais, com o desenvolvimento de políticas públicas, com a intervenção por meio de jogos e brincadeiras e com as atividades na natureza. Conclusão: Evidenciaram-se similitudes e diferenças interessantes na abordagem da temática tempo livre, lazer e recreação nos cursos de EF estudados, as quais se vinculam com a constituição do campo da EF e do próprio tempo livre, lazer, ócio e recreação em estes países.

ABSTRACT.  Leisure and recreation in the pedagogic projects of four physical education courses from Brazil, Chile and Uruguay. Objective: analyze and compare the presence of the leisure and recreation area in the Pedagogic projects (PP) and the menu of the subjects of Physical Education courses from Brazil, Chile and Uruguai. Methods: Documental analysis of the PP of four courses of Physical Education from one university located in Paraná state (Brazil), one located in the region of Maule (Chile) and one situated in Rivera department (Uruguay). The PP of the courses were downloaded from the websites of the universities. Results: In the PP of the Physical Education Teacher Degree (Brazil), the Pedagogy of Physical Education course (Chile) and the Physical Education Teacher Degree – education practice option (Uruguay), was evidenced the concept of education for leisure. The Physical Education Bachelor Degree (Brazil) had more hours of subjects that approach the leisure and recreation theme in a direct or indirect manner, followed by the Physical Education course from Uruguay and Chile. In general, the subjects approached themes related to the relation of leisure with social and cultural aspects, with public policy, with the intervention using games and with the activities in the nature. Conclusion: There were evidenced similarities and differences in the approaches of leisure and recreation of the four courses studied, which have relationship with the constitution of the field of Physical Education, Leisure and Recreation in these countries.

Palavras-chave

Currículo; Atividades de Lazer; América Latina

Texto completo:

PDF

Referências

BARROS, J. M. C. Educação Física na Unesp de Rio Claro: bacharelado e licenciatura. Motriz, Rio Claro, v. 1, n. 1, p. 71-80, 1995.

BRAMANTE, A. C. Recreação e lazer: o futuro em nossas mãos. Em: MOREIRA, W. W. (Org.). Educação física e esportes: perspectivas para o século XXI. 12. ed. Campinas: Papirus, 2005.

CAVALCANTE, F. R. Formação profissional para o lazer nas Universidades Federais do Brasil. In: RODRIGUES, A. T.; SOUZA NETO, S. (Org.). Anais... X Seminário de estudos e pesquisas em formação profissional no campo da educação física. Goiânia: UFG, 2018. p. 98

CELLARD, A. A análise documental. In: POUPART, J.; DESLAURIERS, J. P.; GROULX, L. H. ; LAPERRIÈRE, A. ; MAYER, R. ; PIRES, A. (Eds.). A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis: Vozes, 2008. p. 295-316.

CERVO, A.; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. São Paulo: McGraw-Hill, 1989.

CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Resolução CONFEF N° 046/2002. Dispõe sobre a Intervenção do Profissional de Educação Física e respectivas competências e define os seus campos de atuação profissional. Disponível em: . Acessado em: 15 de dezembro de 2016.

FERNÁNDEZ, J. F. T.; BEDOYA, V. A. M.; GERLERO, J.; BESTRAD, P.; LAZZAROTTI FILHO, A.; DIAS, C.; MORALES, E. P.; CONDE, L.; MARTÍNEZ, E.; ALTUVE, E.; REYES, A. Producción de conocimiento en ocio, recreación y tiempo libre en América Latina. Licere, Belo Horizonte, v. 17, n. 2, p. 192-221, 2014.

FILIPPIS, A. D.; MARCELLINO, N. C. Formação profissional em lazer, nos cursos deEducação Física, no Estado de São Paulo. Movimento, Porto Alegre, v. 19, n. 3, p. 31-56, 2013.

INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCACIÓN FÍSICA. Programa conjunto Administración Nacional de Educación Pública - Universidad de la República. Licenciatura en Educación Física. Opción prácticas educativas. Plan 2014. Disponível em: . Acessado em: 14 de dezembro de 2018

ISAYAMA, H. F. Recreação e lazer como integrantes de currículos dos cursos de graduação em educação física.

250f. Tese (Doutorado em Educação Física) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.

MARCELLINO, N. C. A dicotomia teoria/prática na Educação Física. Motrivivência, Florianópolis, v. 7, n. 8, p. 73-8, 1995.

MARIN, E. C. Currículo e Formação do profissional do lazer. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 23, n. 1, p. 123-30, 2001.

MARINHO, A. Conexões entre lazer, esporte e natureza. Em: MARINHO, A.; COSTA, E. T.; SCHWARTZ, G. M. (Orgs.). Entre o urbano e a natureza: a inclusão na aventura. São Paulo: Lexia, 2011. p. 169-79.

MARKONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MONTENEGRO, G. M.; FERNANDES, V. L. da C. Formação em Educação Física no âmbito do lazer: o que revelam os docentes da UEPA? Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 10, n. 18, p. 29-37, 2011.

PINTO, L. M. S. M. Formação de educadores e educadoras para o lazer: saberes e competências. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 22, n. 3, p. 53-71, 2001.

SILVA, S. G. da; MINATTO, G.; FARES, D.; SANTOS, S. G. dos. Caracterização da pesquisa (Tipos de pesquisa). Em: SANTOS, S. G. dos. (Org.). Métodos e técnicas de pesquisa quantitativa aplicada à Educação Física. Florianópolis: Tribo da Ilha, 2011. p. 67-73.

UNIVERSIDAD CATÓLICA DEL MAULE. Informe de acreditación de la carrera de Pedagogía en Educación Física. Universidad Católica del Maule, 2015. Disponível em: . Acessado em: : 09 de abril de 2019.

UNIVERSIDAD CATÓLICA DEL MAULE. Pedagogía en educación física. Información. Disponível em: . Acessado em: 14 de dezembro de 2018.

UNIVERSIDAD CATÓLICA DEL MAULE. Pedagogía en Educación Física. Malla curricular. Disponível em: . Acessado em: 14 de dezembro de 2018.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ. Resolução Nº 209/2013-CEPE, de 5 de dezembro de 2013. Cascavel, PR: Unioeste, 2013.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ. Resolução Nº 246/2014-CEPE, de 13 de Novembro de 2014. Cascavel, PR: Unioeste, 2014. Disponível em: . Acesso: 14 de dezembro de 2018.

VALENTE, M. C. A disciplina recreação e lazer no currículo de formação de profissionais de educação física: o que dizem e o que fazem os professores do nordeste do brasil. 1993. 120f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1993.

WAICHMAN, P. Tempo livre e recreação. 4. ed. Campinas: Papirus, 1997.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário
';