Denunciar o exercício ilegal do profissional de educação física: não deveria ser um dever ético para não se tornar um X9

Alberto Saturno Madureira

Resumo


INTRODUÇÃO: O tema ética quase sempre leva a sociedade a dilemas que exigem profundas reflexões com respostas às mais diversas situações com as quais é confrontada.
OBJETIVO: Propôs-se refletir sobre os mandamentos do código de ética do profissional de Educação Física em denunciar o exercício irregular/ilegal da profissão e a visão que a sociedade guarda para com quem é um denunciante.
MÉTODOS: Buscou-se inicialmente discorrer sobre a ética, a moral e a legalidade positivada na legislação brasileira que consequentemente serve de base para a formação do Código de Ética Profissional.
RESULTADOS: Trouxe à tona algo que pode parecer motivo de reclamação por parte dos Conselhos Profissionais, qual seja, a falta de denunciantes para que se possa efetivamente realizar a devida fiscalização e consequente penalização pelas infrações realizadas. Ainda que não seja objeto do presente estudo, optou-se por descrever os artigos, para poder demonstrar que as penas tendem favorecer à criminalidade, mesmo que em menor potencial ofensivo, permitem inferir que o crime compensa. A pessoa faz uma aposta, vai trabalhar e ganhar o seu salário, se lhe autuarem, lhe autuaram!
CONCLUSÃO: Considerando que o exercício ilegal da profissão é uma contravenção penal de menor potencial ofensivo infere-se que vale à pena exercer a profissão de forma ilegal até ser denunciado ou fiscalizado, pois não haverá maiores consequências que prestar serviço comunitário e pagar cestas básicas; havendo a possibilidade de que nada disso venha a se concretizar. Neste caso, admite-se que a contravenção penal ainda compensa ser praticada no Brasil no caso do exercício ilegal da profissão de Educação Física.

ABSTRACT. Reporting the illegal exercise of the physical education professional: it should not be an ethical duty to not become an X9.
BACKGROUND: The ethics theme almost always leads society to dilemmas that demand deep reflections with answers to the most diverse situations with which it is confronted.
OBJECTIVE: It was proposed to reflect on the commandments of the code of ethics of the Physical Education professional in denouncing the irregular/illegal exercise of the profession and the vision that society holds towards those who are a whistleblower.
METHODS: We initially sought to discuss the ethics, morals and legality established in Brazilian legislation, which consequently serves as the basis for the formation of the Code of Professional Ethics.
RESULTS: it brought up something that may seem to be a reason for complaint by the Professional Councils, namely, the lack of whistleblowers so that it can effectively carry out the due inspection and consequent penalty for the infractions carried out. Although it is not the subject of the present study, it was decided to describe the articles, in order to demonstrate that the penalties tend to favor criminality, even if with less offensive potential, they allow to infer that the crime pays off. The person makes a bet, goes to work and earns his salary, if they charge him, they charge him!
CONCLUSION: Considering that the illegal exercise of the profession is a criminal offense with less offensive potential, it is inferred that it is worth exercising the profession illegally until it is denounced or inspected, as there will be no greater consequences than providing community service and paying basic food baskets; with the possibility that none of this will materialize. In this case, it is admitted that the criminal offense still pays off to be practiced in Brazil in the case of illegal exercise of the Physical Education profession.

Palavras-chave


ética, moral, código de ética

Texto completo:

PDF

Referências


BENTO, L. V. O princípio da proteção ao denunciante: parâmetros internacionais e o direito brasileiro. Novos Estudos Jurídicos. v. 20, n. 2 (2015). Disponível em: . Acessado em: 21 de agosto de 2016.

BERESFORD, H. Valores éticos e morais no sistema CONFEF/CREFs: contextualização, conceituação e implicação científica. In: TOJAL, J. B.; COSTA, L. P.; BERESFORD, H. Ética profissional na educação física. Rio de Janeiro: Shape: CONFEF; 2004.

BRASIL. Decreto Lei N°. 3.688, de 3 de outubro de 1941. Lei das Contravenções Penais. Disponível em: . Acessado em: 28 de dezembro de 2019.

BRASIL. Decreto Lei N°. 2.848, de 7 de dezembro de 1940. Código Penal. Disponível em: . Acessado em: 20 de dezembro de 2019.

BRASIL. Decreto Lei N°. 4.657, de 4 de setembro de 1942. Lei de Introdução às normas do Direito Brasileiro. Disponível em: . Acessado em: 21 de agosto de 2016.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 1988. Disponível em: . Acessado em: 15 de dezembro de 2019.

BRASIL. Lei N°. 9.696, de 1 de setembro de 1998. Dispõe sobre o regulamentação da Profissão de Educação Física e cria os respectivos Conselho Federal e Conselhos Regionais de Educação Física. Disponível em: . Acessado em: 26 de dezembro de 2019.

BRASIL ESCOLA. Ética. Disponível em: . Acessado em: 21 de agosto de 2016.

BUGARIN, M. S.; BUGARIN, T. T. S. Ética & incentivos: devemos recompensar quem denuncia corrupção? Disponível em: . Acesso em: 22 de fevereiro de 2020. 2017.

CIB. Cenário Internacional Brasil. Direito Internacional - Convenção de Viena - Persona non Grata. terça-feira, 5 de junho de 2012. Disponível em: . Acessado em: 10 de março de 2017.

CONFEF. Conselho Federal de Educação Física. Resolução Confef N°. 254/2013. Dispõe sobre o Código de Ética dos Profissionais de Educação Física registrados no Sistema CONFEF/CREFs. Disponível em: . Acesso em: 21 de agosto de 2016.

CONTER. Conselho Nacional de Técnicos de Radiologia. Denúncia. Disponível em: . Acessado em: 27 de dezembro de 2019.

CREF. Conselho Regional de Educação Física 9ª Região/PR. Denuncie. Disponível em: . Acessado em: 21 de agosto de 2016.

CRN. Conselho Regional de Nutrição 9ª Região/MG. Denúncia contra exercício ilegal da profissão. Disponível em: . Acessado em: 23 de dezembro de 2019.

CRP. Conselho Regional de Psicologia 12ª Região/SC. Como denunciar o exercício irregular da profissão. Disponível em: . Acessado em: 28 de dezembro de 2019.

FOLHA DE SÃO PAULO. Delação mais premiada (Editorial). São Paulo, 9 ago. 2013. Opinião, A2. Disponível em: . Acesso em: 20 de fevereiro de 2020.

FRANKENA, W. Ética. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1975.

G1. População ainda tem receio de fazer denúncias anônimas, diz polícia. Disponível em: . Acessado em: 21 de agosto de 2016.

IBC. Instituto Brasileiro de Coaching. O que é código de conduta e ética profissional? Disponível em: . Acesso em: 21 de agosto de 2016.

MODERNO, J. R. Educação física como obra do espírito. In: TOJAL, J.B.; COSTA, L.P.; BERESFORD, H. Ética profissional na educação física. Rio de Janeiro: Shape: CONFEF; 2004.

NAVARO, R. Quais foram as torturas utilizadas na época da ditadura militar no Brasil? Disponível em: . Acessado em: 21 de agosto de 2016.

SANTIN, S. Filosofia na educação física e no esporte: perspectivas antropológicas, éticas e epistemológicas. In: TOJAL, J. B.; COSTA, L. P.; BERESFORD, H. Ética profissional na educação física. Rio de Janeiro: Shape: CONFEF; 2004.

SANTOS, J. C. Importância de um conselho federal para a profissão. Disponível em: . Acessado em: 28 de dezembro de 2017.

SIGNIFICADOS. Significado X9. Disponível em: . Acessado em: 21 de agosto de 2016.

SOARES, M. S. Ética e exercício profissional. Brasília: Associação Brasileira de Educação Agrícola-ABEAS, 1996.

SuaPesquisa.com. Ética. Disponível em: . Acessado em: 29 de agosto de 2016.

TOJAL, J. B. O ano da responsabilidade ética. In: TOJAL, J.B.; COSTA, L.P.; BERESFORD, H. Ética profissional na Educação Física. Rio de Janeiro: Shape: CONFEF; 2004.

WIKIPEDIA. Departamento de Ordem Política e Social. Disponível em: . Acessado em: 21 de agosto de 2016.




DOI: https://doi.org/10.36453/2318-5104.2020.v18.n1.p133

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário ';



Direitos autorais 2020 Direitor Autorais Partilhados

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Caderno de Educação Física e Esporte

Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

Campus de Marechal Cândido Rondon

Rua Pernambuco, 1777 | Centro

Marechal Cândido Rondon | Paraná | 85960-000

F: (45) 3284 7855

E-mail: revista.cefe@unioeste.br

Facebook: https://www.facebook.com/RevistaCEFE/