A ESFINGE DE HENRY JAMES: UMA VISÃO SOBRE A VOLTA DO PARAFUSO (THE TURN OF THE SCREW)

Marcos Ramos Penteado

Resumo


O texto apresenta uma análise das personagens do livro A volta do Parafuso (The turn of

screw), de Henry James, a partir da teoria da projeção (primeiramente apresentado por Freud). Observando

as ações e reações da narradora central, buscou-se traçar um perfil psicológico e comportamental, bem

como sua relação com seus interlocutores (tanto personagens quanto leitor). Tal análise pode ser útil nos

processos de entendimento da relação existente na narrativa, marcada por uma atmosfera de amor e

mistério – como nos apresenta o narrador inicial, espelho do próprio James.


Palavras-chave


Henry James; Narrador; Análise; Psicologia; Projeção.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.48075/rt.v3i1.3298

Direitos autorais 2009 Autores mantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob CC-BY-NC-SA 4.0 que permite o compartilhamento do trabalho com indicação da autoria e publicação inicial nesta revista

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.