PROTAGONIZANDO PROJETOS SOCIAIS DE PROMOÇÃO DE SAÚDE EM ESCOLAS PÚBLICAS: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Cisnara Pires Amaral, Alisson Lucas Tatsch, Gregory Lopes de Bastos, Ustane Moscato da Silva, Ingrid Belmonte Bertazzo

Resumo

A pesquisa é proveniente de um trabalho pedagógico de extensão em três escolas públicas do município de Santiago-RS, teve como objetivo sensibilizar os discentes sobre hábitos rotineiros durante a alimentação que acabam ocasionando disfunções orgânicas. As ferramentas usadas para atingir os objetivos foram Power Point, vídeos com animação, dados estatísticos aliados à interação com o público participante.  Concluímos que o consumo de água é bem relevante nas três instituições pesquisadas, comprovamos que a maioria dos discentes consome refrigerante somente uma vez na semana e consomem pelo menos três vezes na semana pizzas, xis e comidas industrializadas. Observamos que os discentes têm informações sobre os malefícios que a falta de água, o excesso de refrigerantes ocasionam no organismo; porém ainda persistem hábitos rotineiros como consumo excessivo de frituras, xis, pizzas semanalmente. É perceptível que trabalhos que priorizem a atenção primária a saúde auxiliem os adolescentes a discernir a influência desses hábitos no metabolismo. Apesar de vivenciarmos a época das academias superlotadas onde os jovens buscam atingir um físico adequado, precisamos de informações precisas e relevantes que auxiliem a percepção de que nosso corpo e nossa saúde dependem de nossas escolhas.

Palavras-chave

projetos sociais; discentes; escola

Texto completo:

PDF