HÁBITOS ALIMENTARES E PERFIL DE SAÚDE EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM TERESINA, PI

David Halen Araújo Pinheiro, Maíra Brenda Moreira Silva, Daniele Naiara Araujo Pinheiro, Evandro Nogueira Barros Filho, Adeildes Bezerra de Moura Lima

Resumo

Objetivo: Analisar os hábitos alimentares e perfil de saúde em crianças e adolescentes em Teresina, PI. Métodos: A amostra foi composta por 21 crianças e adolescentes com idade entre 05 a 15 anos na cidade de Teresina, PI.  O estudo do tipo descritivo e com abordagem quantitativa foi realizado por meio da aplicação de dois questionários para os pais ou responsáveis das crianças ou dos adolescentes, ambos elaborados para essa população.  Além disso, verificou-se a pressão arterial e medidas antropométricas. Para a análise estatística dos dados foram utilizados os programas Bioestat 5.0 e SPSS. Para todos os testes foi considerado como significativo p<0,05. Resultados: Das crianças e dos adolescentes pesquisados, 52,4% eram do sexo feminino. As maiores predominâncias entre as idades foram de 8 a 11 anos sendo 60,0% para o sexo masculino. Encontrou-se associação estatisticamente significativa entre a idade e a escolaridade em relação ao IMC, isto é, a obesidade prevalece na faixa etária de crianças entre 5 a 7 anos (66,67%; p=0,003) e em crianças do ensino infantil (83,33%; p=0,002) com p <0,05. Os comportamentos alimentares foram semelhantes em ambos os gêneros. Conclusão: Concluiu-se que, embora todas as crianças e os adolescentes do estudo necessitem de ações direcionadas para mudanças na alimentação e no estilo de vida, a situação das crianças de 5 a 7 e em crianças do ensino infantil foram mais grave, pois elas se encontravam em estágios de obesidade, podendo assim, desenvolver algumas das doenças crônicas não transmissíveis.

Palavras-chave

Criança; Adolescente; Hábitos alimentares; Estilo de vida;

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários