ACIDENTES DE TRABALHO COM EXPOSIÇÃO À MATERIAL BIOLÓGICO NOTIFICADOS EM UM HOSPITAL DE ENSINO

Maristela Salete Maraschin, Josni Tauffer, Manoela Berticelli, Sabrina de Kássia Meneguesso Carmello, Fabiana Severino Kupka

Resumo

Objetivo: Este estudo teve como objetivo conhecer os acidentes de trabalho com exposição à material biológico notificado em um hospital de ensino, entre os anos de 2014 a 2017. Materiais e Métodos: Foi um estudo documental, retrospectivo, com análise quantitativa. Foram coletados dados do acidentado, tipo de exposição e uso de equipamento de proteção individual (EPI), de todos os casos de acidentes com material biológico notificados no Sistema de Informação de Agravo de Notificação (SINAN), de um hospital de ensino. Resultados: No período do estudo, foi notificado o total de 572 casos, destes, 297 (51,93%) ocorreram por agulha, 444 (77,62%) dos acidentados eram do gênero feminino, 422 (73,77%) ocorreram por lesão percutânea, em 344 (60,13%) acidentes, houve comunicação do acidente do trabalho. Do total de notificações, 255 casos necessitaram de quimioprofilaxia e 435 (76,05%) casos tiveram contato com sangue no momento do acidente. Conclusão: Nesse contexto, mostra-se relevante buscar estratégias que possibilitem a tomada de decisão, assim como o planejamento de ações voltadas para a prevenção da ocorrência dos acidentes de trabalho com exposição à material biológico. Trabalhar com o cuidado exige também cuidado com o profissional de saúde, para que ele possa desenvolver suas funções com habilidade, segurança e motivação.

Palavras-chave

Material biológico; profissionais da saúde; acidente de trabalho; exposição ocupacional

Texto completo:

PDF