AVALIAÇÃO DO EFEITO DA DOSE DO EXTRATO AQUOSO DE CANA-DE-AÇÚCAR NO DESENVOLVIMENTO INICIAL DE COLZA

Autores

  • Giordani Battisti
  • Elisandro Pires Frigo
  • Reginaldo Ferreira Santos

DOI:

https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v5i5.15968

Resumo


A colza é uma oleaginosa que devido ao alto teor de óleo presente em seus grãos desempenha grande potencial de participação na indústria de óleos e biocombustíveis. O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito da dose do extrato aquoso de cana-de-açúcar no desenvolvimento inicial da colza. O experimento foi conduzido em casa de vegetação implantado em bandejas de pvc onde recebia doses da solução de extrato aquoso de cana-de-açúcar nas concentrações de 0, 30, 60 e 100 % a cada três dias por um período de 30 dias. Foram avaliados porcentagem de germinação, índice de velocidade de emergência, comprimento de caule, diâmetro de caule, área foliar, massa fresca e massa seca. Nos resultados encontrados constatou-se diferença significativa somente na avaliação massa seca, nas demais não houveram diferenças com a testemunha. Conclui-se que o uso de extrato aquoso de cana-de-açúcar reduz a característica de massa seca na cultura da colza.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

BATTISTI, G.; PIRES FRIGO, E.; FERREIRA SANTOS, R. AVALIAÇÃO DO EFEITO DA DOSE DO EXTRATO AQUOSO DE CANA-DE-AÇÚCAR NO DESENVOLVIMENTO INICIAL DE COLZA. Acta Iguazu, [S. l.], v. 5, n. 5, p. 41–48, 2000. DOI: 10.48075/actaiguaz.v5i5.15968. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/15968. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS CIENTÍFICOS