A GUERRA DOS CAMPONESES: A MEDIAÇÃO DE LUTERO EM DISCUSSÃO

Autores

  • Tarcísio Vanderlinde

DOI:

https://doi.org/10.48075/ra.v1i2.1125

Resumo


O artigo tem a finalidade de discutir a mediação desencadeada pelo Reformador Martinho Lutero durante o conflito conhecido como a Guerra dos Camponeses na Alemanha do século XVI e suas repercussões no tempo presente. Na época, a atuação de Lutero demonstrou “radicalidade” em relação a concepções teológicas difundidas pela Igreja Romana, o que faz surgir na Alemanha uma nova Igreja, mais tarde conhecida como Luterana. Paralelamente eclode na região um levante camponês cuja liderança mais destacada foi a do teólogo Thomas Müntzer. Com um relacionamento inicialmente amistoso, os dois líderes espirituais acabaram se afastando por divergências políticas e teológicas.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

VANDERLINDE, T. A GUERRA DOS CAMPONESES: A MEDIAÇÃO DE LUTERO EM DISCUSSÃO. Alamedas, [S. l.], v. 1, n. 2, 2000. DOI: 10.48075/ra.v1i2.1125. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/alamedas/article/view/1125. Acesso em: 9 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos e Ensaios