NIILISMO EM NIETZSCHE: SUAS FORMAS PSICOLÓGICAS E SUA RELAÇÃO COM A VERDADE

Autores

  • Jackson Daniel Adami

DOI:

https://doi.org/10.48075/ra.v4i1.14584

Palavras-chave:

Niilismo, Ascetismo, Verdade

Resumo


Pretendemos, neste texto, inicialmente explorar as três formas do niilismo psicológico apontadas por Nietzsche. Para o pensador alemão, o niilismo era inescapável, dados os ideais valorizados na época que o acarretavam como conseqüência necessária. A busca incessante pela verdade levaria invariavelmente ao advento do niilismo em sua forma consumada. Parafraseando Nietzsche, poderíamos afirmar que a humanidade se empenhou numa milenar educação para a verdade que, finalmente, se proíbe crer em sua existência mesma. Durante o texto faz-se uma breve exposição sobre a transição que marca o suposto abandono dos ideais religiosos em prol dos ideais científicos e indica-se como, no fundo, mantiveram-se os mesmos fundamentos. A busca pela verdade obriga-se, em última instância, a questionar o valor mesmo da verdade. Em meio a essas investigações exploramos, ainda, de modo muito breve, alguns aspectos fisiológicos ensejadores/ decorrentes do niilismo.

Downloads

Publicado

30-06-2016

Como Citar

ADAMI, J. D. NIILISMO EM NIETZSCHE: SUAS FORMAS PSICOLÓGICAS E SUA RELAÇÃO COM A VERDADE. Alamedas, [S. l.], v. 4, n. 1, 2016. DOI: 10.48075/ra.v4i1.14584. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/alamedas/article/view/14584. Acesso em: 5 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos e Ensaios