DALTON TREVISAN: A CONSTRUÇÃO DO SUJEITO E O EFEITO DE SENTIDO IRÔNICO

Autores

  • Fernanda Luzia Lunkes

DOI:

https://doi.org/10.48075/ra.v1i1.246

Resumo


Tomando como corpus de análise duas obras do escritor paranaense Dalton Trevisan, a saber, Cem contos e A doce inimiga, e dialogando com a análise de discurso de linha francesa, pretendemos com este estudo explicitar algumas questões acerca da construção do sujeito nas obras do escritor, visando explicitar nosso gesto de leitura no que tange à compreensão, especialmente, do funcionamento da ironia enquanto efeito de sentido. Para tanto, faremos algumas considerações acerca do sujeito na história do sistema capitalista enquanto indivíduo submetido a esse sistema, trazendo estudos que abordem essa questão. Em seguida, faremos a descrição das obras citadas e o confronto, podemos dizer assim, entre o sujeito do sistema capitalista com o sujeito das obras do escritor Dalton Trevisan, cuja marca lingüística nas obras consultadas se dá, também, na opacificação das personagens através de algumas omissões que descrevermos no estudo.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

LUZIA LUNKES, F. DALTON TREVISAN: A CONSTRUÇÃO DO SUJEITO E O EFEITO DE SENTIDO IRÔNICO. Alamedas, [S. l.], v. 1, n. 1, 2000. DOI: 10.48075/ra.v1i1.246. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/alamedas/article/view/246. Acesso em: 26 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos e Ensaios