O SER-NO-MUNDO NA INFÂNCIA

Autores

  • Juliana Tibério Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE

DOI:

https://doi.org/10.48075/ra.v9i2.27911

Palavras-chave:

Ser-aí, ser-no-mundo, infância

Resumo


O presente trabalho pretende abordar o tema da infância no pensamento do filósofo alemão Martin Heidegger (1889-1976). A investigação desse tema é conduzida a partir da seguinte problema: a criança também é um Dasein? Diante desta questão,  o objetivo geral é compreender a noção de ser-no-mundo e a partir daí fazer uma análise sobre o ser-no-mundo na infância. No entanto, para tal compreensão foi necessário fazer uma introdução ao pensamento do filósofo. Dessa forma, buscou-se validar a hipótese de que para Heidegger o que esta em jogo quando se trata do ser criança é o ser-aí humano, a sua abertura para o mundo. Assim, constata-se que os significados das coisas aparecem para a criança da mesma maneira que para um adulto, no entanto,  isso não quer dizer que os significados das coisas terão o mesmo sentido para ambos, pois, apenas o processo é igual. O artigo se justifica, prioritariamente, pela ausência de um debate maior sobre os vários modos de ser criança. A pesquisa é totalmente de cunho bibliográfico.

Downloads

Publicado

25-12-2021

Como Citar

TIBÉRIO, J. O SER-NO-MUNDO NA INFÂNCIA. Alamedas, [S. l.], v. 9, n. 2, 2021. DOI: 10.48075/ra.v9i2.27911. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/alamedas/article/view/27911. Acesso em: 26 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos e Ensaios