Inclusão do tênis na formação de professores de educação física: experiências de ensino e de reconstrução em um curso de licenciatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36453/2318-5104.2020.v18.n2.p79

Palavras-chave:

Educação Física Escolar, pedagogia do esporte, tênis.

Resumo


INTRODUÇÃO: Nesse artigo expomos o desenvolvimento de uma experiência vinculada ao tênis no curso de licenciatura em educação física. OBJETIVO: O objetivo foi, com base nos pressupostos da pedagogia do esporte, propor uma série de jogos partindo do voleibol, esporte conhecido, para o tênis. Em segundo lugar, promover a problematização da “elitização” da modalidade e esboçar possibilidades para confeccionar bolas e raquetes para o jogo do tênis. MÉTODOS: Esse relato de experiência foi desenvolvido na disciplina de pedagogia do esporte do curso de licenciatura em educação física, com alunos/as do 6° semestre. Era uma turma de 26 alunos, que reunia diferentes níveis de habilidades e vivências esportivas, todos tinham algum contato com o esporte, mas nenhum com tênis. Foram realizadas 4 aulas, num total de 16 horas. Ao final da experiência, realizamos entrevista semiestruturada com 6 alunos/as que participaram das aulas e da confecção e teste dos materiais. RESULTADOS: Os alunos/as demonstraram um envolvimento e mobilização com a proposta de série de jogos de uma prática conhecida, voleibol, para uma menos conhecida, o tênis. Desenvolveram suas propostas de confecção de materiais com criatividade e nos seus relatos afirmaram ser uma possibilidade muito factível de se promover esse tipo de aula nas escolas, ainda que a ausência dos materiais oficiais possa ser sentida. Esse fator, ao mesmo tempo em que promoveu um certo desconforto, por jogar sem os “materiais oficiais”, também permitiu problematizar a ideia de que a elitização é inescapável à prática do tênis. CONCLUSÃO: Essas possibilidades, inseridas no curso de formação, permitiram ao licenciando vislumbrar possibilidades de atuação com a modalidade na prática pedagógica cotidiana na escola. ABSTRACT. Tennis inclusion in the training of physical education teachers: teaching experiences and reconstruction in the degree course. BACKGOUND: In this article we expose the development of an experience linked to tennis in the physical education undergraduate school. OBJECTIVE: Based on the assumptions of sport pedagogy, we aimed to offer a series of games starting from volleyball, a well-known sport, for tennis. Second, to promote the problematization of the “elitization” of the sport and to outline possibilities for making balls and rackets for the game of tennis. METHODS: This experience report was developed in the sport pedagogy discipline of the physical education degree course, with 6th semester students. It was a group that brought together different levels of skills and sports experiences, everyone had experiences with sports, but with few modalities. Four classes were held, for a total of 16 hours, between practical and theoretical activities. At the end of the experiment, we conducted a semi-structured interview with 6 students who participated in the classes and the making and testing of the materials. RESULTS: The students showed involvement and mobilization with the offered content (proposed series of games from a known practice, volleyball, to a lesser known one, tennis). They developed their proposals for making materials with creativity and in their reports they said it was a very feasible possibility of promoting this type of class in schools, even though the absence of official materials can be felt. CONCLUSION: These possibilities, inserted in the training course, allow the undergraduate student to glimpse possibilities of action with the modality in the daily pedagogical practice at school.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wesly Otoni Ferreira, Universidade Federal do Espirito Santo (UFES)

MESTRANDO EM EDUCAÇÃO FÍSICA - UFES BOLSISTA CAPES

Bianca Henriques de Oliveira, Universidade Federal do Espirito Santo (UFES)

LICENCIANDA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

Vinicius do Carmo Fontana, Universidade Vila Velha (UVV)

Graduado em Educação Física - UVV

Mariana Zuaneti Martins, Universidade Federal do Espirito Santo (UFES)

Doutora em educação física - UNICAMP Professora Adjunta do Departamento de Desportos - UFES

Referências

ABURACHID, L. M. C.; FRANCISCO, P. S.; SILVA, S. R.; FERREIRA, T.; GRECO, P. J. O desafio de ensinar esportes: aspectos pedagógicos a serem considerados na práxis. Corpoconsciência, Cuiabá, v. 23, n. 3, p. 122-33, 2019.

BAYER, C. O ensino dos desportos colectivos. Lisboa: Dinalivro, 1994.

BRACHT, V. Dilemas no cotidiano da Educação Física escolar: entre o desinvestimento e a inovação pedagógica. Salto para o Futuro, Rio de Janeiro, v. 21, n. 12, p. 14-20, 2011.

BRASIL . Ministério do Esporte. Diesporte: diagnóstico nacional do esporte. O perfil do sujeito praticante ou não de esportes e atividades físicas da população brasileira. Brasília: Ministério do Esporte; 2016. 70 p. (Caderno 2). Disponível em: <http://www.esporte.gov.br/diesporte/diesporte_revista_2016.pdf>. Acessado: 15 de janeiro de 2019.

DIAS, J. M.; SANTOS, S. G.; SILVA, O. J.; ABES, L. O.; CARABAGIALLE, M. A.; SIQUEIRA, S. G. O ensino e aprendizagem de tênis nos cursos de educação física. In: Jornada Internacional de Treinamento e Organização do Tênis, 4. Anais... Florianópolis: NETEC, 2002, p. 105-107.

GALATTI, L. R.; PAES, R. R. Fundamentos da Pedagogia do Esporte no cenário escolar. Movimento & Percepção, Espírito Santo do Pinhal, v. 6, n.9, p. 16-25, 2006.

GINCIENE, G. Tênis de campo. In: GONZÁLEZ, F. J.; DARIDO, S. C.; OLIVEIRA, A. A. B. (Org.). Esportes de marca e com rede divisória ou muro/parede de rebote. Maringá: Eduem, 2014. p. 157-205.

GINCIENE, G.; ABURACHID, L. M. C. (Org.) Esportes de marca e com rede divisória ou muro/parede de rebote. Maringá: Eduem, p. 63-109. 2014.

GINCIENE, G.; IMPOLSETTO, F. M.; DARIDO, S. C. Possibilidades pedagógicas para o ensino do tênis na escola. Conexões, Campinas, v. 15, n. 4, p. 505-21, 2017.

GONZÁLEZ, F. J. Sistema de classificação de esportes com base nos critérios: cooperação, interação com o adversário, ambiente, desempenho comparado e objetivos táticos da ação. Lectures: Educación Física y Deportes, Revista Digital, Buenos Aires, v. 10, n. 71, 2004. Disponível em: <https://www.efdeportes.com/efd71/esportes.htm>. Acessado: 15 de março de 2020.

GONZÁLEZ, F. J.; DARIDO, S. C.; OLIVEIRA, A. A. B. Esportes de marca e com rede divisória ou muro/parede de rebote: badminton, peteca, tênis de campo, tênis de mesa, voleibol, atletismo. 2. ed. Maringá: Eduem, 2017.

GUIOTI, T. T.; TOLEDO, E.; SCAGLIA, A. J. Esportes de raquete para deficientes intelectuais leves: uma proposta fundamentada na pedagogia do esporte. Revista Brasileira Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 20, n. 3, p. 357-70, 2014.

KRÜGER, G. O tênis de campo como uma possibilidade para as aulas de educação física escolar. Cadernos de Formação RBCE, Rio de Janeiro, v. 4, n. 1, p. 60-9, 2013.

LEONARDO, L.; SCAGLIA, A. J.; REVERDITO, R. S. O ensino dos esportes coletivos: metodologia pautada na família dos jogos. Motriz, Rio Claro, v. 15, n. 2, p. 263-46, 2009.

MILISTETD, M.; DUARTE, T.; RAMOS, V.; MESQUITA, I. M. R; NASCIMENTO, J. V. A aprendizagem formal de treinadores esportivos: desafios da formação inicial universitária em educação física. Pensar a Prática, Goiânia, v. 18, n. 4, p. 982-94, 2015.

PAES, R. R.; MONTAGNER, P. C.; FERREIRA, H. B. Pedagogia do esporte: iniciação e treinamento em basquetebol. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.

PNUD. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Movimento é vida: Atividades físicas e esportivas para todas as pessoas. Relatório de Desenvolvimento Humano Nacional. Brasília, 2017. Disponível em: <http://movimentoevida.org/sumario/capitulo-4/>. Acessado em: 15 de janeiro de 2019.

SCAGLIA, A. J.; REVERDITO, R. S.; LEONARDO, L.; LIZANA, C. J. R. O ensino dos jogos esportivos coletivos: as competências essenciais e a lógica do jogo em meio ao processo organizacional sistêmico. Movimento, Porto Alegre, v. 19, n. 4, p. 227-49, 2013.

SCAGLIA A. J.; REVERDITO, R. S.; GALATTI L. R. A contribuição da pedagogia do esporte ao ensino do esporte na escola: tensões e reflexões metodológicas. In: MARINHO, A.; NASCIMENTO, J. V.;

OLIVEIRA, A. A. B. (Orgs.). Legados do esporte brasileiro. Florianópolis: UDSC, 2014.

SILVA, J. Esportes de raquetes: a boa prática na educação física escolar. In: BRANCHER, E. A; SALVATI, D. O. (Orgs.). Boas práticas na educação física catarinense. Florianópolis: CREF3/SC, 2019, p. 154-67.

SILVA, J. V. P.; SOUZA, L. C. L.; CALADO, K. T. O. L.; SILVA, C. B.; REVERDITO, R. S. Família dos jogos esportivos com raquetes: metodologia e procedimentos pedagógicos. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Taguatinga, v. 25, n.4 p. 117-27, 2017.

VENDITTI JUNIOR, R.; SOUSA, M. A. Tornando o “jogo possível”: reflexões sobre a pedagogia do esporte: os fundamentos dos jogos desportivos coletivos e a aprendizagem. Pensar a Prática, Goiânia, v. 11, n. 1, p. 47-58, 2008.

Downloads

Publicado

23-06-2020

Como Citar

FERREIRA, W. O.; OLIVEIRA, B. H. de; FONTANA, V. do C.; MARTINS, M. Z. Inclusão do tênis na formação de professores de educação física: experiências de ensino e de reconstrução em um curso de licenciatura. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 18, n. 2, p. 79–85, 2020. DOI: 10.36453/2318-5104.2020.v18.n2.p79. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/24375. Acesso em: 27 nov. 2021.

Edição

Seção

Dossiê Esportes de Raquete