(Re)significando a educação física escolar no ensino médio: a partir do planejamento de ensino de jogos populares

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36453/cefe.2021.n3.27258

Palavras-chave:

Educação Física Escolar, Planejamento de ensino, Jogos populares

Resumo


OBJETIVO: Apresentar um relato de experiência do planejamento e desenvolvimento colaborativo de uma proposta pedagógica para o ensino de Educação Física (EF) no Ensino Médio (EM), por meio da abordagem de Jogos populares, visando fomentar discussões sobre a importância do ato de planejar o ensino para o desenvolvimento integral dos estudantes, como um mecanismo de legitimação da EF enquanto área do conhecimento no currículo escolar. MÉTODOS: A proposta foi planejada de forma colaborativa com 21 estudantes do 2° ano do EM. No desenvolvimento da proposta oportunizamos o ensino de Jogos populares, por meio de três momentos: leitura de textos, experimentação de jogos e, conversas sobre a aula. RESULTADOS: Evidenciamos que a organização desses momentos tenha contribuído para formação integral dos estudantes, no diz respeito a aquisição de saberes conceituais relativos às diferentes culturas existentes no país; a construção de saberes corporais experimentados na prática dos jogos e, saberes atitudinais referentes ao prazer em experienciar os jogos, a criatividade e autonomia ao criar regras pensando na cooperação e cuidado com os colegas. CONCLUSÃO: Consideramos ser necessário que o professor reconheça no ato de planejar o ensino, o potencial pedagógico para (re)significar a sua prática, de modo a contribuir para formação dos estudantes, consequentemente, para que a EF seja valorizada no contexto escolar.ABSTRACT. (Re)signifying physical education in high school: From the planning of teaching popular games.OBJECTIVE: To present an experience report of the collaborative planning and development of a pedagogical proposal for the teaching of Physical Education (PE) in High School (HS), through the Popular Games approach, in order to promote discussions about the importance of the act of planning teaching for the integral development of students, as a mechanism for legitimizing PE as an area of knowledge in the school curriculum. METHODS: The proposal was collaboratively planned with 21 students from the 2nd year of HS. In developing the proposal, we provided opportunities for teaching popular games, through three moments: reading texts, experimenting with games and conversations about the class. RESULTS: We found that the organization of these moments has contributed to the integral formation of students, with regard to the acquisition of conceptual knowledge related to the different cultures existing in the country; the construction of bodily knowledge experienced in the practice of games and attitudinal knowledge regarding the pleasure in experiencing games, creativity and autonomy in creating rules thinking about cooperation and care with colleagues. CONCLUSION: We believe that it is necessary for the teacher to recognize, in the act of planning teaching, the pedagogical potential to (re)signify their practice, in order to contribute to the education of students, consequently, so that PE is valued at school context.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Rubira Silva, Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

Doutoranda no Programa de Pós Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde da Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Mestre em Educação em Ciências pelo Programa de Pós Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde da Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Especialista em Docência com Ênfase em Educação Inclusiva pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais. Graduada em Licenciatura em Educação Física pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG.

Referências

BATISTA, C.; MOURA, D. L. Princípios metodológicos para o ensino da educação física escolar: o início de um consenso. Journal of Physical Education, Maringá, v. 30, e-3041, 2019.

BRANDOLIN, F.; KOSLINSKI, M. C.; SOARES, A. J. G. A percepção dos alunos sobre a educação física no ensino médio. Revista da Educação Física, Maringá, v. 26, n. 4, p. 601-10, 2015.

BRASIL. Lei 11.645, de 10 de marco de 2008. Brasília: Senado Federal. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11645.htm. Acessado em: 15 de janeiro de 2021..

BRASIL. Ministério da Educação. LDB: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 2017. 58p. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/529732/lei_de_diretrizes_e_bases_1ed.pdf. Acessado em: 15 de janeiro de 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acessado em: 15 de janeiro de 2021.

BUNGENSTAB, G. C. Educação física, ensino médio e juventude: vamos falar sobre crise? Pensar a Prática, Goiânia, v. 22, p. 1-10, 2019.

CARDOSO, A. G.; NUNEZ, P. R. M. Percepção dos alunos do ensino médio em relação às aulas de educação física. Coleção Pesquisa em Educação Física, Várzea Paulista, v. 13, n. 4, p. 125-32, 2014.

COESP. Comissão de Especialistas de Educação Física. Ministério do Esporte. Jogo, corpo e escola. Brasília: Universidade de Brasília/CEAD, 2004. 180p. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/123456789/229/modulo03JogoCorpoEscola.pdf?sequence=3&isAllowed=y. Acessado em: 20 de janeiro de 2021.

FERREIRA, M. L. dos S.; GRAEBNER, L.; MATIAS, T. S. Percepção de alunos sobre as aulas de educação física no ensino médio. Pensar a Prática, Goiânia, v. 17, n. 3, p. 734-50, 2014

GARIGLIO, J. Â.; ALMEIDA JÚNIOR, A. S.; OLIVEIRA, C. M. O “novo” ensino médio: implicações ao processo de legitimação da educação física. Motrivivência, Florianópolis, v. 29, n. 52, p. 53-70, 2017.

GIL, A. C. Didática do ensino superior. São Paulo: Atlas, 2013.

HUIZINGA, J. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. 4. ed. São Paulo: Perspectiva, 2000.

KISHIMOTO, T. M. O jogo e a educação infantil. São Paulo: Pioneira, 1992.

LUCKESI, C. Ludicidade e formação do educador. Entreideias, Salvador, v. 3, n. 2, p. 13-23, 2014.

MALDONATO, D. T.; BOCCHINI, D.; BARRETO, A.; RODRIGUES, G. M. As dimensões atitudinais e conceituais dos conteúdos na educação física escolar. Pensar a Prática, Goiânia, v. 17, n. 2, p. 546-59, 2014

PEREIRA, A. S. M.; GOMES, D. P.; CARMO, K. T. do; SILVA, E. V. M. E. Aplicação das leis 10.639/03 e 11.645/08 nas aulas de educação física: diagnóstico da rede municipal de Fortaleza/CE. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Florianópolis, n. 41, v. 4, p. 412-8, 2019.

PEREIRA, I. S. F. A importância dos jogos populares como conteúdo nas aulas de educação física escolar: estudo bibliográfico. 2019. 91f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2019.

PERRENOUD, P. Desenvolver competências ou ensinar saberes? A escola que prepara para a vida. Porto Alegre: Penso, 2013.

RETONDAR, J. J. M. Algumas reflexões sobre o jogo como prática pedagógica. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Florianópolis, v. 21, n. 2, p. p. 118-20 2000.

RIPARI, R.; BARROS, M.; FREITAS, J.; LEONARDI, T. Educación física escolar en la visión de los alumnos de enseño médio. Educación Física y Ciencia, La Plata, v. 20, n. 2, e049, 2018.

SANTOS, M. A. B.; FERNANDES, M. P. R.; FERREIRA, H. S. A disciplina de educação física no ensino médio: reflexões sobre a prática docente. Revista Online de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 22, n. 3, p. 1113-23, 2018.

SILVA, L. T. da; HOLANDA, G. I. da S.; MAGALHÃES, A. C. Jogos e brincadeiras: uma proposta de avaliação para o ensino médio do Colégio Lyceu de Goiânia. In: III Jornada de Educação Física do Estado de Goiás: Corpo, ciência e mercado: os desafios para a Educação Física. Anais... Goiânia: UEG, v. 1, n. 1, 2018. Disponível em: https://www.anais.ueg.br/index.php/jefco/index. Acessado em: 18 de janeiro de 2021.

SOUZA, C. A. de; FREITAS, F. F. de; FURLAN, C. C. A aula de educação física no ensino médio: um panorama da participação dos alunos da região da Grande Dourados - MS. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 18, n. 3, p. 79-85, 2020.

WANDERLEY JÚNIOR, E. S.; CEZAR, E. H. A. A Educação Física como disciplina formadora no ensino médio/técnico: investigando a sua relevância. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 11, n. 2, p. 49-59, 2013.

Downloads

Publicado

01-09-2021

Como Citar

SILVA, C. R. (Re)significando a educação física escolar no ensino médio: a partir do planejamento de ensino de jogos populares. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 19, n. 3, p. 1–7, 2021. DOI: 10.36453/cefe.2021.n3.27258. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/27258. Acesso em: 26 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê Educação Física Escolar: desafios e possibilidades na atualidade