Ambiente domiciliar e desempenho motor de pré-escolares

Autores

  • Gislaine Contessoto Pizzo
  • Guilherme Futoshi Nakashima Amaro
  • Pamela Norraila da Silva
  • Nayara Malheiros Caruzzo
  • José Luiz Lopes Vieira
  • Patrik Felipe Nazario

Palavras-chave:

Ambiente domiciliar, desempenho motor, crianças

Resumo


O objetivo desse estudo foi analisar a relação entre o ambiente domiciliar e o desempenho motor de crianças. Participaram do estudo 24 crianças de 36 a 42 meses de idade. Para verificar o desempenho motor foi utilizado a bateria de testes Movement Assessment Battery for Children- Second Edition(MABC-2) e, para verificar a qualidade equantidade das oportunidades do ambiente domiciliar foi utilizado o questionário Affordances in the Home Environment for Motor Development (AHEMD). A análise estatística foi realizada por meio de mediana e intervalo interquartílico e teste de correlação de Spearman. Os resultados demonstraram baixas oportunidades e estímulos para o desenvolvimento infantil proporcionadas pelo ambiente domiciliares. Porém, esta carência não influenciou o desempenho motor das crianças. Conclui-se para essa amostra que o ambiente domiciliar não influenciou diretamente no desempenho motor das crianças. Contudo, é necessário que os pais entendam a importância do ambiente domiciliar e seu potencial para propiciar um melhor desenvolvimento infantil.  AbstractThe aim of this study was to analyze the relation between home environment and motor performance of children. Twenty-four children aged between 36 to 42 months have participated of this study. The Movement Assessment Battery for Children – Second Edition (MABC-2) was used to analyze the motor performance; whereas, the Affordance in the Home Environment for Motor Development – Self Report (AHEMD-SR) questionnaire was used to verify the quality of children’s home environment. Data was reported through median and interquartile range, and spearman’s rank coefficient was used for correlations between variables. Results have showed low opportunities and stimulation for the motor development of children offered by home environment. However, this did not influence the children’s motor development. It is possible to conclude that for this sample the home environment had no effect on children’s motor development. Nevertheless, it is necessary that parents have better understand of the importance of the home environment and its potential to afford opportunities for children’s development.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANZANELLO, J. Oportunidade de estimulação, desenvolvimento motor e desenvolvimento social de crianças no primeiro ano de vida em diferentes contextos. 2010. 161f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

BRONFENBRENNER, U. Bioecological theory of human development. In: BRONFENBRENNER, U. (Ed.) Making human being human: bioecological perspectives on human development. Thousand Oaks: SagePublications, 2005.

FONSECA, F. R.; BELTRAME, T. S.; TKAC, C. M. Relação entre o nível de desenvolvimento motor e variáveis do contexto de desenvolvimento de crianças. Revista de Educação Física, Maringá, v. 19, n. 2, p. 183-194, 2008.

GALLAHUE, D. L.; OZMUN, J. C. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. 3. ed. São Paulo: Phorte, 2005.

GALLAHUE, D. L.; DONELLY, C. F. Educação Física Desenvolvimentista para todas as crianças. 4. ed. São Paulo: Phorte, 2008.

HAYWOOD, K. M.; GETCHELL, N. Desenvolvimento motor ao longo da vida. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004.

HENDERSON, S.; SUGDEN, D. A.; BARNETT, A. Movement assessment battery for children. 2. ed. San Antonio: HarcourtAssessment; 2007.

LORDELO, E. R.; CHALHUB, A. A.; GUIRRA, R. C.; CARVALHO, C. S. Contexto e Desenvolvimento Cognitivo: Frequência à Creche e Evolução do Desenvolvimento Mental. Revista Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 324-334, 2007.

MACEDO, C. S.; ANDREUCCI, L. C.; MONTELLI, T. C. B. Alterações cognitivas em escolares de classe socio-econômica desfavorecida. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, São Paulo, v. 62, n. 3-b, p. 852-857, 2004.

MANDICH, A. D.; POLATAJKO, H. J.; MISSIUNA, C. Developmental Coordination Disorder: Mechanisms, measurement and management. Human Movement Science, Amsterdam, v. 22, n. 4-5, p. 407-11, 2003.

MARIA, W. B. Análise das oportunidades de estimulação motora no contexto familiar de crianças em desenvolvimento típicas e atípicas. 2011. 102f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) - Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2011.

MIRANDA, T. B.; BELTRAME, T. S.; CARDOSO, F. L. Desempenho motor e estado nutricional de escolares com e sem transtorno do desenvolvimento da coordenação. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, v. 13, n. 1, p. 56-66, 2011.

NAZARIO P. F. Desempenho motor e as affordances do contexto. 2011. 9 f . Dissertação (Mestrado) – Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2011.

NOBRE, F. S. S.; COSTA, C. L. A.; OLIVEIRA, D. L.; CABRAL, D. A.; NOBRE, G. C.; CAÇOLA, P. Análise das oportunidades para o desenvolvimento motor (affordances) em ambientes domésticos no Ceará – Brasil. Revista Brasileira de Crescimento e Desenvolvimento Humano, São Paulo, v. 19, n. 1, p. 9-18, 2009.

NOBRE, F. S. S.; PONTES, A. L. F. N.; COSTA, C. L. A.; CAÇOLA, P.; NOBRE, G. C.; VALENTINI, N. C. Affordances em ambientes desenvolvimento motor de pré-escolares. Pensar a Prática, Goiânia, v. 15, n. 3, p. 652-668, 2012.

RAPOPORT, A.; PICCININI, C.A. O ingresso e Adaptação de bebês e crianças pequenas à creche: Alguns aspectos crítico. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v. 14, n. 1, p. 81-95, 2001.

RODRIGUES, L. P.; SARAIVA, A. L.; GABBARD, C. Development and construct validation of an inventory for assessing the home environment for motor development. Research Quarterly for Exercise and Sport, London, v. 76, n. 2, p. 140-148, 2005.

ROSA NETO, F. Manual de avaliação motora. Porto Alegre: Artmed, 2002.

SCHOBERT, L. O desenvolvimento motor de bebês em creches: um olhar sobre diferentes contextos. 2008. 158f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

ZAJONZ, R.; MÜLLER, A. B.; VALENTINI, N. C. A influência de fatores ambientais no desempenho motor e social de crianças da periferia de Porto Alegre. Revista da Educação Física, Maringá, v. 19, n. 2, p. 159-171, 2008.

Downloads

Publicado

06-02-2014

Como Citar

PIZZO, G. C.; AMARO, G. F. N.; DA SILVA, P. N.; CARUZZO, N. M.; VIEIRA, J. L. L.; NAZARIO, P. F. Ambiente domiciliar e desempenho motor de pré-escolares. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 11, n. 2, p. 11–18, 2014. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/8504. Acesso em: 1 dez. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.