Aproximações à máquina capitalista

Autores

  • Fábio Batista
  • Ester Maria Dreher Heuser

DOI:

https://doi.org/10.48075/rd.v3i1.17211

Resumo


Orientado pela filosofia de Deleuze e Guattari, este artigo ocupa-se da máquina capitalista civilizada. De um lado, aborda as relações entre capitalismo – o “inominável” –, psicanálise e Estado; de outro, apresenta possíveis linhas de fuga a esta articulação dominante. Para tanto, reporta-se, também, ao pensamento de Allen Ginsberg e Nietzsche. O artigo defende que, ainda que o “inominável” expanda os seus limites, é do interior dele mesmo que se traçam as linhas de fuga que lhe escapam, pois algo sempre foge e faz fugir.

Downloads

Publicado

04-07-2017

Como Citar

BATISTA, F.; DREHER HEUSER, E. M. Aproximações à máquina capitalista. Revista DIAPHONÍA, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 179–188, 2017. DOI: 10.48075/rd.v3i1.17211. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/diaphonia/article/view/17211. Acesso em: 23 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos